Casa nova no Lourdes

por Augusto Franco 10/10/2013 16:21

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)
 
 
Quase 15 anos depois de abrir as portas de sua primeira loja, na rua Professor Morais, na Savassi, a sorveteria Easy Ice, comandada pelos irmãos Juliana Scucato e Frederico Scucato, vai mudar o local da fabricação de seus gelados artesanais. O ponto escolhido não é nenhum galpão, mas uma simpática casa em estilo eclético no Lourdes. O imóvel fica na rua Curitiba, entre as esquinas de Professor Antônio Aleixo e Tomáz Gonzaga, área da cidade famosa por seus bons restaurantes. A intenção é manter a qualidade dos sorvetes e ampliar o cardápio. Na Casa Easy Ice, que abre as portas em dezembro, também serão servidos cafés especiais, sucos naturais e salgados, que poderão ser apreciados na varanda de frente para a porta ou no quintal, debaixo de uma pitangueira e de uma jabuticabeira. "Vamos abrir com jabuticaba no pé para os clientes", comemora Juliana.
 
Geraldo Goulart
(foto: Geraldo Goulart)
 

Mineirinho em expansão

A primeira loja nasceu em 2006, no movimentado Shopping Cidade, no centro. Depois, foi a vez do Minas Shopping ganhar uma unidade do Mr. Black Café, em 2008. Empolgado com os bons ventos, o criador do negócio, Cristian Figueiredo, transformou o modelo em franquia e vai chegar a sua oitava unidade ainda neste ano. Além dos centros comerciais, já atende no Boulevard Shopping, em Betim e Contagem. Fora de Minas, tem lojas em Goiânia e Cuiabá. A primeira de rua, em obras na rua Alagoas, vizinha ao Shopping 5ª Avenida, na Savassi, deve ser inaugurada até novembro.
 
Eugênio Gurgel
(foto: Eugênio Gurgel)
 

Cinema, cozinha e catitu em Gramado

Assim que ingressou na Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança, o chef Guilherme Melo, do Restaurante Hermengarda, recebeu convite para cozinhar no La Caceria, em Gramado (RS). A data, no entanto, só foi marcada no fim de setembro. Especialista em carnes de caça, o chef se prepara para fazer uma sequência de pratos inspirados no filme O Discurso do Rei, que será servido na casa gaúcha entre os dias 8 e 11 de novembro. O cardápio ainda está sendo elaborado, e entre as opções em estudo estão língua ao molho de xerez e "coroas" feitas com costelas de catitu, um primo do porco, nativo da América do Sul. "O restaurante La Caceria é uma referência nacional em carnes exóticas. Fiquei muito feliz com o convite e com certeza vou aprender com eles."
 
Samuel Gê
(foto: Samuel Gê)
 

Alemão em Nova Lima

Ele é praticamente um alemão. Nasceu em Jaíba, no Norte de Minas, mas conviveu com uma família do país europeu durante toda a infância e viveu no velho continente por seis anos, onde aprendeu técnicas de cozinha, confeitaria e panificação. Radicado em BH há mais de uma década, Reginaldo Mendes, chef e proprietário da casa alemã Strudel Haus, abriu em setembro sua segunda unidade. Fica no shopping Ponto Verde, na povoada rodovia MG-030, em Nova Lima. A primeira fica na avenida Afonso Pena, no Mangabeiras. A ampliação do negócio não estava nos planos até que ele se mudou para um condomínio no tranquilo município vizinho a BH. "Comecei a passar por ali todos os dias. Vi o imóvel, conversei com os proprietários e chegamos a um acordo rapidamente", conta. O cardápio será idêntico ao da matriz, mas com o horário ampliado para o happy hour.
 
Samuel Gê
(foto: Samuel Gê)
 

Drink premiado

A mistura leva iogurte grego, doce de leite da roça, uma infusão de casca de laranja, hibisco e tangerina e, claro, café. Mas não qualquer cafezinho. O drinque, que levou o sexto lugar no último Campeonato Brasileiro de Barista, foi criado pela proprietária e barista do Villa Café, Rúbia Duarte, a primeira mineira a chegar a uma final da competição, que neste ano chegou a sua 13ª edição (a primeira realizada em Minas). "Eu não estava esperando, e fiquei muito feliz. É uma competição geralmente disputada por baristas de São Paulo, onde esse mercado já está muito mais consolidado", diz Rúbia. Para chegar à final, a barista utilizou um café da região das Matas de Minas, premiado pela Emater-MG e arrematado em leilão, que é vendido na loja com a marca própria.

Últimas notícias

Comentários