Data marcada

por Bertha Maakaroun 07/11/2013 13:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Washington Alves/D.A. Press
(foto: Washington Alves/D.A. Press)

Já tem data marcada. O governador Antonio Anastasia (PSDB) vai mesmo se desincompatibilizar do cargo em 31 de março. O vice, Alberto Pinto Coelho (PP), assumirá o governo estadual. Parte da equipe de Anastasia sairá com ele, deixando Alberto Pinto Coelho à vontade para montar sua estrutura de trabalho e trazer seus colaboradores. O “acordo”, que pacifica a base aliada de Aécio Neves (PSDB) em Minas, dará a Alberto Pinto Coelho o comando do governo por nove meses. Já Anastasia, apesar de ter manifestado desejo de ingressar na iniciativa privada (ele chegou a pensar em montar uma banca de advocacia), será mesmo candidato ao Senado Federal, por deliberação de seu partido – leia-se Aécio Neves, presidente nacional da legenda.

Empresas e ruas

“O povo está nas ruas, quer mudanças, quer mais dignidade”, discursou o empresário Sérgio Cavalieri ao tomar posse como novo presidente da Uniapac América Latina (entidade que reúne empresários cristãos). Para Sérgio Cavalieri, o mundo vive um momento histórico. E o projeto Empresa com Valores, implantado recentemente no país em parceria com a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dará uma resposta imediata. “Empresas deste tipo criam riqueza sustentável e justamente distribuída, respeitando as pessoas”, afirmou.

Gladyston Rodrigues/D.A. Press
(foto: Gladyston Rodrigues/D.A. Press)

Atlético em campo...

Os cartolas estão em campo. Primeiro, veio o convite para Alexandre Kalil (presidente do Atlético, ao centro), de Eduardo Campos (esquerda), governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB. Acompanhado de Daniel Nepomuceno (entre o presidente do Galo e Campos), Kalil desembarcou em Recife, acertou detalhes da filiação, que aconteceu em Belo Horizonte, com a presença de Campos. “Sou apolítico, tenho grandes amigos no PSDB, no PT e no PSB. Se for candidato, não quero ter inimigos, mas também não devo favores”, afirma Kalil, ao ser indagado sobre  o futuro relacionamento entre tucanos e socialistas no estado. Candidato ao Palácio do Planalto, Campos quer palanque em Minas e deixou a chapa majoritária aberta para Kalil. Se conquistar o título mundial em Marrocos, o passe eleitoral de Kalil valerá ouro.

Jair Amaral/D.A. Press
(foto: Jair Amaral/D.A. Press)

... E Cruzeiro também

Já no Cruzeiro, as definições são claras. Depois de aderir ao Solidariedade, do Paulinho da Força (SP), o deputado estadual Gustavo Perrela, filho do senador Zezé Perrela (PDT), será candidato a deputado federal. A “vaga” aberta da representação do time no estado será do presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares (ao centro), que ingressou no PV. A ficha de filiação foi levada à sede administrativa do clube pelo deputado estadual Tiago Ulisses (à direita) e pelo vice-prefeito de BH Délio Malheiros (PV, à esquerda). A bancada verde na casa está rindo à toa. Se conquistar o Campeonato Brasileiro, vai puxar o dobro de votos, elegendo sozinho uns dois candidatos. “Vai ter a bancada do PV e a bancada do Gilvan”, afirma Tiago Ulisses. 

Juarez Rodrigues/D.A. Press
(foto: Juarez Rodrigues/D.A. Press)

Vice 1

O presidente da Assembleia Legislativa, Dinis Pinheiro, filiou-se ao PP, em claro indicativo de que será o candidato a vice da chapa majoritária ao Palácio da Liberdade encabeçada pelo PSDB. A base política do parlamentar, que foi o mais votado nas duas últimas eleições, beneficiará a sua irmã Ione Pinheiro, que se filiou ao DEM e será candidata à Assembleia Legislativa. Chamado de o mais “vermelho” dos tucanos – por seu trabalho voltado para o debate de políticas públicas reivindicadas pelo PT –, Dinis construiu um amplo apoio político na Assembleia. No PP, facilitará a composição da chapa majoritária de seu grupo político, comandado pelo senador Aécio Neves (PSDB), que concorrerá à Presidência da República. O ex-prefeito de BH Pimenta da Veiga (PSDB) vai encabeçar a chapa da  coligação, que terá Diniz como vice, na disputa para o governo estadual.

Ramon Lisboa/D.A. Press
(foto: Ramon Lisboa/D.A. Press)

Vice 2

Pelas mãos e articulação do ex-presidente Lula, o empresário Josué Gomes da Silva, de 50 anos, filiou-se ao PMDB. A conversa definitiva com o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), foi no Palácio do Jaburu, em Brasília, onde o pai de Josué, José Alencar Gomes da Silva, morou por oito anos, quando exerceu o mesmo cargo de Temer.  A chegada de Josué ao PMDB sinaliza para uma chapa ao governo de Minas encabeçada por Fernando Pimentel (PT), ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, e o novo peemedebista de vice. Agora, a disputa pela candidatura ao Senado na chapa está entre Antônio Andrade,  ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e o senador Clésio Andrade. 

Últimas notícias

Comentários