Eu sou o patrão!

Semana Global do Empreendedorismo incentiva pessoas a começar seu próprio negócio. Movimento atingiu mais de 130 países

10/12/2013 14:53

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Glaucia Rodrigues
Frederico Henrique Martins, de 23 anos, que investiu na Mix Lanches: "O empreendedor não pode ter vergonha de reconhecer o seu erro e transformá-lo em experiência" (foto: Glaucia Rodrigues)

"O empreendedor vive de sonhos. Por isso, ele enxerga todas as possibilidades para realizá-los", diz Frederico Henrique Amorim, de 23 anos. Apesar de novo, o rapaz já é um empreendedor e quer se destacar no ramo alimentício. Desde janeiro, comanda a Mix Lanches, delivery de sanduíches naturais, musses, palha italiana e suco natural. O negócio, atualmente tocado por ele e mais um sócio, teve início de maneira improvisada, contudo, começa a tomar corpo e, para 2014, projeta abrir uma loja e contratar empregados. "Quero ser uma espécie de McDonald’s. Se eles conseguiram, por que eu não posso?", provoca o jovem, que hoje elabora suas iguarias na cozinha de casa, no Morro das Pedras, região Oeste de BH.  Tudo de acordo com as normas da vigilância sanitária, faz questão de dizer.
 
Frederico é um exemplo a ser multiplicado, um dos principais objetivos da Semana Global do Empreendedorismo (SGE), que aconteceu em novembro em mais de 130 países. O evento foi realizado pela Endeavor, uma das principais organizações de incentivo ao empreendedorismo no mundo. Por aqui, a abertura da semana foi na Cidade Administrativa, no Serra Verde, e Frederico foi um dos palestrantes. Durante a semana, foram realizadas várias atividades, entre cursos, palestras e discussões em prol do "faça você mesmo!".
 
Marcella de Barros Coelho, coordenadora nacional da SGE da Endeavor Brasil, destaca o envolvimento dos mineiros no empreendedorismo. "Minas Gerais é um exemplo nesse assunto e motivo de inspiração para o país", diz. Na abertura do encontro, o governador Antônio Anastasia informou que intensificará o estímulo ao empreendedorismo em Minas Gerais. "É a pedra angular para o desenvolvimento", diz. 

Glaucia Rodrigues
Abertura da SGE, na Cidade Administrativa: Minas conta com mais de 3,5 milhões de empreendedores (foto: Glaucia Rodrigues)

E o estado, realmente, é forte neste cenário. De acordo com recente pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizada pelo Sebrae Minas, em parceria com o Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade (Ibqp), Minas Gerais tem 3,6 milhões de empreendedores em estágio inicial – com até três anos ou já estabelecidos em suas atividades –, o equivalente a 10% da população empreendedora do Brasil. O estudo mostra, ainda, que 12 em cada 100 pessoas entre 18 e 64 anos iniciam um negócio por terem identificado uma oportunidade no mercado. 

É o caso do personagem que iniciou esta matéria. Frederico Martins recorreu ao Sebrae, fez cursos de empreendedorismo juvenil do Plug Minas e identificou que o mercado estava saturado dos famosos salgadinhos. Portanto, resolveu, segundo ele, inovar no delivery. "Pensei no sanduíche natural e elaborei um creme à base de requeijão e creme de leite, pois a maionese é muito perecível", diz. E deu certo! Começou a vender para amigos e vizinhos e, em poucos dias, o negócio explodiu, gerando até parcerias com supermercados e lojas. "O empreendedor tem de olhar para si e reconhecer seus limites. Ele não pode ter vergonha de reconhecer o seu erro e transformá-lo em experiência", diz. Mais informações sobre a cultura do empreendedorismo no www.endeavor.org.br.

Últimas notícias

Comentários