Embaixadores de Minas

06/01/2014 15:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Cláudio Cunha, Rogério Sol, Paulo Márcio, Samuel Gê, Dênis Medeiros, João Carlos Martins, Minervino Júnior/Encontro/DA Press
(foto: Cláudio Cunha, Rogério Sol, Paulo Márcio, Samuel Gê, Dênis Medeiros, João Carlos Martins, Minervino Júnior/Encontro/DA Press)
Ser mineiro não é só dizer "trem" ou "uai". Não é gostar de tomar cachaça, esconder aquela receita de ouro de pão de queijo ou olhar de esguelha ao ouvir elogios demais. Isso tudo pode ser compartilhado entre aqueles que nasceram e se criaram nas Minas Gerais, mas a "mineiridade", como os acadêmicos gostam de chamar essa tinta comum com que são pintados os nativos do estado, ultrapassa as aparências. Ultrapassa, inclusive, a origem. Pode nascer em paulistas, paranaenses, capixabas, italianos, argentinos ou em qualquer outro que se disponha a tomar parte na tarefa de levar o nome "mineiro" além. Na música, na indústria, na saúde, na educação, na política, no esporte: sempre há aqueles que se disponham, de uma maneira diferente, a contribuir com Minas Gerais e, sobretudo, com os mineiros. 

Por mais um ano, Encontro dedicou-se a selecionar e conhecer quem são essas pessoas que, durante 2013, fizeram mais e, por isso, podem ser chamados de Mineiros do Ano. A tarefa não é fácil: se você é um leitor constante da revista, deve saber que em todas as edições nos empenhamos em publicar histórias incomuns, com pessoas que se transformaram em exemplos. Mas as 16 personalidades selecionadas aqui, das mais variadas áreas de atuação, destacaram-se especialmente pela abrangência da sua influência durante o ano.

Podemos afirmar que 2013 foi, sem dúvida, o ano do esporte mineiro. No tênis, no vôlei e no futebol saímos vencedores. Para simbolizar o setor, pela primeira vez, Encontro escolheu dois representantes do esporte, Alexandre Kalil e Marcelo Mendez, que levaram Minas a ganhar projeção sem igual no cenário internacional. O trabalho de Kalil foi fundamental para o Atlético Mineiro conquistar um título inédito em 105 anos de história. Já o técnico argentino Mendez liderou o Cruzeiro na conquista de todas as competições disputadas desde 2009, quando chegou, e em 2013 fez do time de vôlei a primeira equipe brasileira campeã mundial. 

Mas, certamente, os verdadeiros vitoriosos com os trabalhos das pessoas aqui destacadas são todos os mineiros, sejam eles de certidão ou os de coração.

Confira os perfis dos 16 selecionados:

Aécio Neves

César Menotti & Fabiano

Patrícia Motta

Ricardo Vescovi

Eliane Parreiras

Luiz Gonzaga

Ney Bruzzi

Alexandre Kalil

Pietro Sportelli

Carlos Alberto Reis de Paula

Marcelo Mendez

Eduardo Gribel

Hélder Avelino

Joel Ayres

Rivadávia Drummond

Últimas notícias

Comentários