Mais um aeroporto

Pista particular na região de Nova Lima visa atender crescente demanda da aviação executiva. Obras devem estar concluídas já no final de 2015

por Augusto Franco 19/02/2014 16:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Um aeroporto particular, próximo à estrada dos Mendes, bem perto dos condomínios Morro do Chapéu, Miguelão, arraial de São Sebastião de Águas Claras (mais conhecido como Macacos) e lagoa dos Ingleses, em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), vai começar a ser construído no segundo semestre deste ano. Quando concluído, além da pista de pouso, contará com saguão e hangares para aviões executivos. As linhas comerciais de grandes companhias estão descartadas, pelo menos no primeiro momento. A previsão é de que as obras durem um ano – ou seja, o aeroporto deve estar concluído no final de 2015.

A construção do Aeródromo Executivo do Vetor Sul será feita com recursos privados - nvestimentos do Banco BMG e do Grupo São Francisco, comandado pelo empresário Estevam Duarte de Assis, fundador da rede de supermercados Bretas – e está em fase final de licenciamento junto à Prefeitura de Nova Lima. A documentação para que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) libere o empreendimento foi enviada em janeiro. A previsão é de que a liberação seja rápida. 

Quando concluído, os empreendedores esperam atrair todos os voos executivos da capital, hoje concentrados no aeroporto da Pampulha. A mudança deixaria o aeroporto ao lado da lagoa livre para receber linhas da ponte aérea entre BH e Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Mas a  hipótese é afastada pelo diretor-geral da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Metropolitano, Gustavo Horta Palhares. Segundo ele, apesar de existir um projeto de reforma e ampliação do Pampulha, o espaço é destinado a voos regionais e aviação executiva.

O aeroporto de Nova Lima, no entanto, é bem-vindo. "A secretaria trabalha com um grande plano de desenvolvimento para as próximas décadas. Esse plano prevê várias centralidades, e o aeroporto seria um atrativo a mais para novos empreendimentos", diz Palhares.
 
Google/Divulgação
(foto: Google/Divulgação)
 

Últimas notícias

Comentários