Fonte da juventude

Com a promessa de prevenir o envelhecimento, os nutricosméticos ganham espaço, especialmente entre as mulheres. Mas eles só funcionam associados a atividade física e alimentação saudável

por Daniela Costa 25/02/2014 15:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Eugênio Gurgel
"O colágeno hidrolizado revitalizou minha pele e fortaleceu minhas unhas e cabelos", diz a advogada Christiane Gieseke (foto: Eugênio Gurgel)

Em tempos em que chique mesmo é ser saudável, adotar novos hábitos alimentares e praticar atividades físicas são medidas que melhoram a qualidade de vida e contribuem para maior longevidade. No entanto, muitas vezes a correria do dia a dia faz com que se cometam alguns deslizes, especialmente quando se trata de manter uma boa alimentação. Em razão disso, um novo segmento de produtos surgiu no mercado, os nutricosméticos, cuja proposta é melhorar a pele de dentro para fora, considerando que o maior órgão do corpo humano não pode ser nutrido somente com o uso de cremes e hidratantes. "Os nutricosméticos fornecem aminoácidos específicos para reabastecer o suplemento de colágeno do corpo, estimulando a produção de fibras e elastina, responsáveis pela hidratação e sustentação da pele", explica Juliana Castilho Alves, nutricionista da Clinlife.

Por meio de cápsulas, comprimidos, sachês ou shakes, os suplementos nutricionais combatem os radicais livres, previnem o envelhecimento, a queda de cabelos, fortalecem as unhas e melhoram até a temível celulite. Em suas fórmulas, componentes como sais minerais, proteínas e vitaminas atuam  fortalecendo o organismo. É o que explica a nutricionista Renata Rodrigues de Oliveira, do Instituto Mineiro de Endocrinologia. "Esses nutrientes são responsáveis por várias funções, entre elas, preservar a visão, melhorar a oxigenação celular, aumentar a imunidade e proteger o coração", diz. 

Samuel Gê
Ana Cláudia Ferreira, nutróloga: "Para se alcançarem os efeitos desejados, é necessário também manter hábitos saudáveis" (foto: Samuel Gê)

No mercado, as opções são várias, entre elas, produtos como balas de colágeno, chocolates ricos em fibras, barras de cereais, chás e bebidas enriquecidas. Além de possuir ação antioxidante e desintoxicante, os nutricosméticos previnem os efeitos da radiação solar, aumentando a resistência da pele. Alguns protetores podem até ser ingeridos oralmente. "Mas como ainda não temos garantia da real eficácia desse tipo de produto, indicamos o uso do método tradicional", orienta a dermatologista Flávia Bittencourt. 

Mas, segundo os especialistas, os nutricosméticos devem ser utilizados apenas como complemento e jamais substituir uma boa alimentação. "Para se alcançarem os efeitos desejados, é necessário também manter hábitos saudáveis", diz a nutróloga Ana Cláudia Ferreira, da Clínica da Pele. "Quando usados de maneira correta, os nutricosméticos só têm a agregar à saúde", diz. O uso de colágeno hidrolisado, por exemplo, não substitui a necessidade de consumir os alimentos ricos em proteínas de origem animal, como carnes vermelhas ou brancas, além da vitamina C encontrada nas frutas. "Sou muito vaidosa e invisto em tudo que seja natural e possa melhorar a minha saúde e qualidade de vida. O colágeno hidrolizado revitalizou minha pele e fortaleceu minhas unhas e cabelos, mas faço questão de uma dieta balanceada", conta a advogada Christiane Gieseke, de 40 anos.

Samuel Gê
A empresária Sinthya Jácome quer prevenir os efeitos da idade: "Alio a suplementação a uma boa alimentação e muita atividade física" (foto: Samuel Gê)
 

Há quatro anos a empresária Sinthya Jácome, de 41 anos, também optou pela suplementação para prevenir os efeitos da idade. "Consumo shakes de proteína, polivitamínicos e colágeno hidrolisado, tudo aliado a boa alimentação e a muita atividade física." 

Afinal, em se tratando de manter a boa forma e, principalmente, a saúde e qualidade de vida, não existem mesmo milagres, mas sim muita disciplina e bom senso, é o que garante o nutrólogo Flávius Marinho Vieira: "É importante saber que existem vários produtos no mercado, alguns de qualidade e outros não. E o consumo inadequado pode trazer consequências adversas, como sobrecarga dos rins, hipervitaminose e sobrepeso. Por isso, antes de iniciar qualquer suplementação, é sempre importante buscar orientação profissional", diz Vieira.
 
 

Últimas notícias

Comentários