Saiba escolher corretamente seu sabonete

Em barra ou líquido? Hidratante ou neutro? Com várias opções no mercado, escolher sabonetes deixou de ser tarefa fácil. Especialistas dão dicas para uma escolha certeira

por Amanda Aleixo 08/01/2015 09:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Cláudio Cunha
Um mar de aromas, cheiros e ingredientes: é preciso pesquisar para ver qual produto é o mais indicado para limpeza e proteção adequados   (foto: Cláudio Cunha)
Infinitas cores, aromas, formatos e fragrâncias invadem as prateleiras destinadas aos sabonetes em lojas de beleza. E, cá entre nós, decidir entre tantas opções não é tão fácil quanto parece. É preciso levar em conta o tipo de pele, possíveis alergias e ficar atento aos ingredientes da composição. Segundo o médico dermatologista Claudemir Aguilar, o uso exagerado do sabonete pode tornar a pele desequilibrada. “Tomar muitos banhos por dia já resseca a pele. Por isso, recomendamos um banho rápido, morno e sem muito sabonete. Em caso de dois banhos por dia, o ideal é não usar sabonete em um deles”, explica.

Esse cuidado se faz necessário porque, além de limpar, o sabão retira parte da camada protetora da pele, denominada manto lipídico. A professora de dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Luciana Pereira recomenda sabonetes que limpem sem desengordurar a pele. “É preciso escolher aqueles que saiam facilmente da derme e não a irritem.

Também é importante que não tenham corantes ou fragrâncias”, diz. Como regra geral, os sabonetes devem ser neutros ou ligeiramente ácidos, próximos do pH da pele. Uma dica para saber se o produto está agredindo o corpo é observar se, após o banho, a pele fica irritada, seca, vermelha, com coceira ou ardor. “É preciso usá-los em pequena quantidade, principalmente nas áreas em que a pele é mais oleosa – face e tronco de adolescentes e adultos jovens –, ou que contêm maior número de bactérias e sujeiras, como axilas, genitália e pés”, explica Luciana.

Para a professora, o que importa mesmo são os ingredientes da fórmula, que entrarão em contato com a pele. “Tanto o sabonete em barra quanto o líquido são adequados para o corpo. O que define a acertividade na escolha é a composição”, afirma. Sendo assim, vale analisar os rótulos dos sabonetes e decidir o mais adequado para o tipo de pele. Em geral, os glicerinados são ideais para as pessoas de pele seca, já que a glicerina é uma substância umectante e puxa a água para a pele, deixando o produto menos irritante. Os esfoliantes têm ácido salicílico e atendem os pacientes de pele oleosa. Já as pessoas de pele normal podem usar sabonetes neutros sem preocupação.

Editoria de Arte
(foto: Editoria de Arte)

Últimas notícias

Comentários