Os barbados estão em alta

Vai deixar a barba crescer? Então, fique de olho nestas dicas. Encontro conversou com especialistas de Belo Horizonte para saber qual desenho combina com cada tipo de rosto

por Rafael Campos - Encontro BH 12/01/2015 12:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Samuel Gê/Encontro
Barbearia Isac: espaço próprio com direito a cadeira massageadora e toalha quente (foto: Samuel Gê/Encontro)
O lema “faça amor, não faça a barba” ganha adeptos a cada dia. Entre os que se renderam à barba, figuram galãs de novela, famosos em geral e uma legião de homens que quer simplesmente estar na moda. Mas não basta deixar os pelos crescerem e aposentar o aparelho de barbear. Manter uma barba bonita (leia-se: com aspecto agradável) demanda cuidados. O primeiro deles é procurar uma barbearia de qualidade – de preferência, aquelas que trazem de volta a atmosfera de outras épocas, ao utilizar toalha quente, num ambiente aconchegante.

Em Belo Horizonte, por sinal, há boas opções. Em seguida, escolha um desenho. Não adianta querer uma tipo “Wolverine”, que faz sucesso com o ator Hugh Jackman, ou insistir no estilo Cauã Reymond, se você não oferecer um desenho de rosto para tal. Por isso, a dica é buscar as sábias palavras de um especialista. Para ajudar na tarefa de eleger seu estilo, Encontro conversou com profissionais da capital mineira (e alguns barbados).

Samuel Gê/Encontro
(foto: Samuel Gê/Encontro)


“Para cada tipo de rosto, há uma barba ideal”, diz Nando Franco, um dos profissionais da Barbearia Isac.com, marca de Uberlândia licenciada há um ano no bairro de Lourdes, região Centro-Sul de BH. A quantidade de pelos é imprescindível para elaborar um formato. Quanto mais pelos, maior a possibilidade de desenhos variados e estilosos. “Se o rosto é mais arrendondado, é aconselhável uma barba mais quadrada, por exemplo”, diz Nando. Renata Ribeiro, também especialista da Isac.com, lembra que o uso da barba deve ser condizente com a personalidade. “Quem é mais casual pede uma barba menos marcada e mais natural”, afirma.

Mas, se você fica chateado por causa das falhas que o impedem de manter uma barba cheia, não desanime. Há solução. “Uma estratégia é deixá-la crescer bastante para compensar os espaços vazios”, afirma Elias Torres da Silva, da Barbearia Seu Elias, no bairro Ouro Preto. Aliás, há quem prefira mesmo as barbas grandes, daquelas que podem ser penteadas. Esse estilo sempre esteve em alta na Europa, sobretudo em países frios, mas há adeptos também por aqui, nos trópicos.



E a limpeza? “É fundamental, tanto para barbas altas quanto para baixas”, diz Elias. Não há muito segredo para a higienização. Especialistas recomendam sabonete líquido em vez do sabão em barra, já que o produto consegue penetrar entre os fios e alcançar a pele. Vale ainda o uso de secador para deixá-la com aspecto agradável e, sobretudo, limpa. “Quer deixar a barba? Ok, o que não pode é dar a sensação de desleixo”, afirma o especialista. Segundo Elias, as personalidades que mais serviram de inspiração para os seus clientes em 2014 foram Cauã Reymond, ator, Willian, jogador do Cruzeiro, e Gusttavo Lima, cantor sertanejo.

Há 22 anos, Edmar Torres (irmão de Elias) comanda a Barbearia Torres, com unidades nos bairros Padre Eustáquio e Caiçara, na região Noroeste. Para ele, a moda da barba realmente está em alta e, em 2014, prevaleceu a barba cheia, sobretudo para os jovens. O corre-corre diário pode impedir a ida a uma barbearia com frequência. Por isso, Torres aconselha a higienização adequada, a retirada dos excessos de pelos com um aparelho comum e o uso de um reparador de pontas para um aspecto mais bonito e suave. Todos agradecem – principalmente, elas.

O culto à barba motivou, em 2010, a criação de uma comunidade no Facebook. A página “Faça amor, não faça a barba” tem mais de 460 mil curtidas e um dos integrantes que mais fazem sucesso é o mineiro Vitor Hugo Silveira, de 26 anos. “Há muitas pessoas que usam barba pela moda, mas ela é muito mais que isso. É uma filosofia de vida”, diz. Para o empresário, atualmente, pelos no rosto externam confiança e credibilidade. O assédio feminino é grande. Até 19 de novembro, sua página contabilizava 1.752 amigos e ele acredita que mais de mil se referem a pessoas que o conheceram a partir da barba. Dicas de como mantê-la? “Não faço nada de mais. Costumo penteá-la durante o banho e usar condicionador. O resto, é só deixar crescer”, afirma.

Confira abaixo alguns tipos de barbas:

Editoria de Arte
(foto: Editoria de Arte)

Últimas notícias

Comentários