Menino ou menina?

Sabe o que é chá de revelação? É uma festa para contar aos amigos e aos próprios pais qual é o sexo do bebê. Quem fez acha que é muito divertido

por Geórgea Choucair 18/03/2016 15:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Fernanda Parrela/Divulgação
A decoração em rosa e azul confundiu os convidados de Polyana Ramalho Silva e Patrick Ramalho Silva: "Queria um evento bem alegre", diz Polyana (foto: Fernanda Parrela/Divulgação)
Tem uma nova mania batendo à porta do universo das mamães e dos papais. Trata-se do chá de revelação, uma festa mais intimista na qual é anunciado o sexo do bebê. A ideia, que começou nos Estados Unidos, tem feito muito sucesso por aqui e começa a virar moda entre as gestantes.

Funciona da seguinte forma: em primeiro lugar, a informação sobre o sexo do bebê é guardada a sete chaves. O suspense começa na hora do ultrassom, quando os pais avisam ao médico que não gostariam de saber se é menino ou menina. O resultado é entregue a alguma pessoa de confiança do casal, que terá a responsabilidade de organizar a festa.

Há muitas formas divertidas de anunciar aos pais e aos convidados se é um rapazinho ou uma mocinha que está a caminho. Tem quem use balões, sprays, ou recheio do bolo. Mas, antes do emocionante momento da revelação, a decoração e as brincadeiras alimentam a comemoração. O evento geralmente é organizado em dois tons de cores: rosa e azul. Em algumas festas, são distribuídos adesivos de laços e bigodes para compor a cena e induzir palpites. "Os pais também podem oferecer brindes para quem acerta o sexo", afirma Danielle Cabral Barreto, da Caramelados Doceria, organizadora desse tipo de festa.

Lena Lima/Divulgação
Rejane Pereira, o marido, Sérgio Luiz Tófani Júnior, e a filha Júlia: "Desde que engravidei, comecei a ver essa tendência em blogs fora do Brasil", diz Rejane (foto: Lena Lima/Divulgação)
Plaquinhas de "É o Alê!" e "É a Manu!" misturadas com uma decoração em rosa e azul confundiram os convidados no chá promovido por Polyana Carolina Ribeiro Ramalho Silva e Patrick Alexandre Ramalho Silva. No quadro de apostas, a maioria votou que o bebê seria Alexandre. Mas errou. Na hora de cortar o bolo, o recheio no tom rosa mostrou que seria Manuela. "É a primeira neta dos dois lados, e queríamos fazer um evento bem alegre. Ficamos emocionados", diz Polyana.

Na festa organizada pelo casal Márcia Alves e Lídio Ramalho, as apostas foram on-line. A maioria, que votou que o bebê seria Clara, também errou. O primeiro pedaço de bolo mostrou um recheio azul, revelando que quem viria era o Isaac.  "Só a confeiteira e a médica sabiam. Quase morremos de curiosidade, mas valeu a pena. A emoção de descobrir o sexo na frente da família é grande", diz Márcia. Os convidados entraram no clima de farra e muitos saíram carregando a plaquinha "Eu errei, mas tô feliz!".

Cerca de 40 amigos e parentes de Rejane Gomes Pereira e do marido, Sérgio Luiz Tófani Júnior, divertiram-se com adesivos de laços e bigodes no chá de revelação do novo filho, Leonardo, que vai formar dupla com a pequena Júlia, de 7 anos. Teve convidado desfilando com laço e outros com bigode. "Desde que engravidei, comecei a ver essa tendência em blogs de fora do Brasil", diz Rejane. "A vibração foi diferente. Compartilhar da surpresa do sexo do bebê com todo mundo junto é muito especial."

Carina Mansur/Divulgação
Vitor Mansur e Lorena Galev Rezende desafiaram os amigos: eles tiveram de descobrir sexo, data de nascimento e nome do primeiro bebê (foto: Carina Mansur/Divulgação)
Lorena Galev Pinheiro Rezende e Vitor Oliveira Mansur fizeram quase um "bolão" para que os amigos e parentes descobrissem o sexo, data de nascimento e nome do primeiro bebê do casal. No dia da festa, os convidados receberam um minivestido ou uma camiseta para colocar no painel. Quem colocou que seria Sofia e que nasceria em abril acertou. "Ficou um chá divertido", diz Lorena.

O que chama a atenção é o inusitado da comemoração, diz  Diego Faraco, do ateliê San Bolos e Doces. "A procura por esse tipo de festa vem crescendo nos últimos meses", afirma Cristiane Galdino Ferreira, do ateliê Fina Formiga. Além de preparar os eventos, Cristiane ganhou um novo papel entre a clientela: é ela quem acompanha as gestantes aos médicos para saber o resultado do sexo do bebê. E, é claro, guarda o segredo a sete chaves para revelar na hora certa, nos recheios dos bolos e doces.

Últimas notícias

Comentários