Noite e dia na pista

por Helvécio Carlos 03/05/2013 14:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eugênio Gurgel
(foto: Eugênio Gurgel)
Foram exatas 12 horas de festa na terceira edição do BH Dance Festival, que levou cerca de 10 mil pessoas, anteontem, ao Mirante Olhos d’Água. O movimento foi maior por volta das 16h, uma hora antes de Avicii, o astro da noite, entrar em cena. O DJ fez apresentação correta, empolgando a rapaziada – de adolescentes fazendo sua estreia na balada a tipos que adoram se jogar na pista exibindo o corpo, passando pelo time que insiste em usar óculos escuros à noite, quando o acessório é totalmente desnecessário.

***

O português Pete Tha Zouk tocou logo depois de Avicii, com quem trocou rápido cumprimento. Os dois são nomes de ponta da nova geração de DJs e não se conheciam pessoalmente. Avicii não ficou muito tempo em BH. Depois do show, foi para o Rio de Janeiro, onde se apresentou às 21h e hoje seguiu para a República Dominicana. Quando Felguk encerrou sua performance, muita gente seguiu para a tenda Push!. A turma se divertiu também com Leandro, que, fantasiado de zebra, fez as vezes de MC. De críticas ao evento, a mais comum se referia ao bar, que não funcionou bem. Houve longas filas e falta de produtos.

Hora da saudade

Projeto de maior sucesso do extinto NYX, o Baile da Saudade retorna, a partir de hoje, ao palco do Live Rock Bar. A noite terá show de Felipe Pampoline, que abre a casa com rock clássico, seguido pela Banda Hauli, de Cláudio Martins, sócio do Live e da DM. Para fechar a noite, o DJ Vavá promete tocar até o dia clarear.

Últimas notícias

Comentários