Cheio de superstição

por Helvécio Carlos 13/06/2014 12:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Bruno Soares/Divulgação
Flávia Monferrari, Ana Gorete e Thais Franklin (foto: Bruno Soares/Divulgação)
Benjor chegou 50 minutos antes do início do show. Mas fez questão de atender os admiradores em um dos três camarins reservados para ele e sua equipe. Alguns fãs até tentaram fazer foto com o ídolo sem os óculos, sua marca registrada. Mas não teve jeito. Da hora em que chegou até quando foi embora, ele não tirou o acessório nem por decreto. A produção seguiu à risca os pedidos do músico. No camarim, nada de álcool ou qualquer detalhe em preto. Para a decoração, cravos brancos e vermelhos. Mais um detalhe curioso: no Ouro Minas, onde faz questão de se hospedar, a localização de seu apartamento não poderia ter nenhuma relação com o número 13.

Agora é festa

Antes mesmo do pontapé que marcou o início da Copa do Mundo, o clima na madrugada de quarta para quinta, no Chalezinho, era de já ganhou. Jorge Benjor, convidado da festa da Choperia Albano’s na casa do Buritis, fez uma apresentação em clima de torneio mundial. No finalzinho, antes do bis, o carioca atacou com Pra frente Brasil, enlouquecendo a plateia, que se jogou na pista como se aquela hora fosse o exato momento do gol que garantiria o hexacampeonato brasileiro.

***

Benjor, que tem uma performance, digamos, mais séria, e sem trocar muitas palavras com o público, estava superanimado e, na hora do bis, convidou fãs que estavam na fila do gargarejo para subirem ao palco. Se a apresentação já estava muito boa, dali em diante a alegria dominou o ambiente. Os sortudos no palco curtiram como se aquela noite não tivesse fim, ao som de Para animar a festa. E Benjor surpreendeu fazendo fotos com a galera.

***

Comparada às apresentações que marcam a balada na cidade, a apresentação de Benjor começou cedo, à meia-noite. Foi até as 2h30 de ontem, com o cantor desfilando seus grande sucessos. Mas foi da metade em diante, depois da performance com País tropical, Fio maravilha e Bebete vãobora, que o músico, que ano que vem completa 70 anos, mostrou que está em grande forma para animar a festa. 

Últimas notícias

Comentários