Publicidade

Estado de Minas MISTéRIO

Suposto vulto aparece em vídeo de pessoa tentando se suicidar

Na imagem, algo escuro parece sair da janela abaixo da suicida e sobe para tentar alcançá-la


postado em 30/04/2015 10:38

No dia 24 de abril de 2015, uma mulher de 34 anos tentou se jogar da janela do décimo andar de um prédio em Fortaleza, capital do Ceará. A ação, que terminou com o bombeiro salvando a suicida, foi filmada por populares. Porém, o que chamou a atenção nas imagens não foi a ocorrência policial, mas sim, algo de estranho que aparece no vídeo.

Um suposto vulto negro sai da janela abaixo da que a mulher tenta pular, parece subir um pouco, para alcançar a suicida, e, de forma repentina, desce em direção ao chão.

Veja o vídeo:



Porém, o portal E-Farsas considera que não existe nada de paranormal na cena. Segundo o site, a tela de proteção contra mosquitos, que estava na janela usada pelo bombeiro que salvou a mulher, havia sido arrancada, e ao cair, criou essa "ilusão" de um vulto. Além disso, a péssima qualidade da imagem, gravada com um aparelho celular, ajudaria a criar a falsa sensação de um "ser" saindo da janela.

O Instituto Padre Quevedo, criado pelo famoso parapsicólogo espanhol que vive no Brasil, também possui uma teoria sobre como funcionaria a aparição de um "espírito". "Segundo os dirigentes espíritas, repetido nas mais diversas ocasiões, os espíritos são atraídos pela igualdade ou maior semelhança entre eles e o ambiente que os evoca. Ou, na realidade, é o próprio inconsciente do médium. Porque em questão de afinidade, nenhum outro espírito pode estar tão perto como uma parte complementar do próprio 'eu' do médium. E dado que se tratava de uma parte da própria pessoa, são pessoas com divisão da personalidade, desequilibradas", diz Padre Quevedo, em artigo publicado no site da instituição.

E você? Acredita na existência dos espíritos ou acha que, neste caso, trata-se apenas de uma ilusão de ótica?

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade