Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Americana rouba três bancos em 30 minutos

Parece mentira, mas não é. Segundo a polícia, a "super-ladra" estava querendo juntar dinheiro para a formatura da filha


postado em 31/08/2015 10:23 / atualizado em 31/08/2015 10:43

Parece até história de filme ou série de TV de investigação policial. A dona de casa americana Cindy Sanchez Carabeo, de 50 anos, moradora da cidade de Brandon, na Flórida (EUA), foi acusada pelas autoridades policiais de ter assaltado três bancos em apenas 30 minutos, em maio deste ano. Segundo a ladra, ela estava tentando angariar dinheiro para a formatura da filha e também para pagar o aluguel.

Levada ao tribunal na quinta, dia 27 de agosto, Cindy foi considerada culpada pela acusação de interferência no sistema comercial interestadual por meio de roubo, segundo o jornal local Tampa Bay Times.

A dona de casa Cindy Sanchez Carabeo diz que roubou para pagar a formatura da filha(foto: HILLSBOROUGH COUNTY SHERIFF'S DEPT./Reprodução)
A dona de casa Cindy Sanchez Carabeo diz que roubou para pagar a formatura da filha (foto: HILLSBOROUGH COUNTY SHERIFF'S DEPT./Reprodução)
Apesar da justificativa de que o dinheiro iria para a festa de formatura da filha e para o aluguel, a dona de casa terá de cumprir uma pena de 20 anos de prisão. Carabeo foi presa após roubar US$ 6 mil (R$ 21,6 mil) nos bancos BB&T Bank, Wells Fargo e Florida Central Credit Union. Ela levou menos tempo para executar o roubo do que um entregador de pizza de Brandon gastaria para chegar a uma residência, acredita?

Mas, de acordo com Larry McKinnon, assessor do escritório do xerife do condado de Hillsborough, as autoridades policiais foram ainda mais rápidas. "Quando ela chegou em casa após roubar o terceiro banco, com 15 minutos já a tínhamos sob custódia, e todos os três gerentes dos bancos puderam reconhecê-la como autora dos crimes", diz McKinnon à rede de televisão WPTV.

(com Huffington Post)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade