Publicidade

Estado de Minas CURIOSIDADE

Família de pé-grande capturada em foto?

Uma imagem divulgada pelo departamento de trânsito do Arizona está intrigando os internautas


postado em 17/09/2015 09:00

No início de 2015, o departamento de trânsito do estado do Arizona, nos Estados Unidos, publicou uma imagem com a captura de tela de uma câmera de vigilância de uma estrada, e acabou causando muita dicussão. Publicada na conta oficial do órgão público no Facebook, a foto está associada a uma frase bem polêmica, que diz: "Nós talvez tenhamos flragrado uma família de pés-grandes". Será?

Quando uma pessoa comum publica uma imagem com conteúdo sobrenatural, surgem diversas dúvidas quanto à credibilidade, mas, quando a fonte é do próprio governo, como no caso do departamento de trânsito do Arizona, a coisa muda, não é? Neste caso, como a foto possui uma resolução ruim e está toda pixelada (os pontos, ou pixels, estão muito evidentes), é muito difícil analisar o que poderiam ser esses supostos pés-grandes flagrados por uma câmera de vigilância ao lado da rodovia SR 260, próximo à cidade de Heber.

A foto fez sucesso imediato e chegou a quase 5 mil compartilhamentos e mais de 4,4 mil curtidas.

Mas, para tudo (ou quase tudo) existe uma explicação. Segundo a rede de televisão americana ABC7, o próprio departamento de trânsito do Arizona veio a público esclarecer o "mistério". Como o órgão explica, essas estruturas que parecem seres mitológicos, graças à baixa qualidade da imagem, na verdade, são apenas arbustos e troncos de árvores. Tudo não passou de uma brincadeira de Ano Novo.

Em entrevista à ABC7, um especialista em primatas do zoológico de Sacramento, capital da Califórnia, diz que as pessoas querem acreditar na existência do pé-grande porque gostam de pensar que existe algo a mais em nosso mundo. "É excitante pensar que existe um animal gigantesco por aí, metade gente, e que esteja vivendo entre nós há centenas de anos, sem que tenhamos conseguido capturar sequer algum indício", comenta o representante do zoo.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade