Publicidade

Estado de Minas BRASIL

Entenda porque Quarta-Feira de Cinzas não é feriado

A celebração católica marca o fim do Carnaval e o começo da Páscoa


postado em 10/02/2016 09:35

Dar os últimos pulos, curar a ressaca, recarregar as baterias, voltar para casa: é assim que muitos utilizam a folga de meio dia da quarta-feira de cinzas. Mas o que muitos não sabem é que o dia não é feriado no Brasil. Na verdade, durante o período de quatro dias e meio do Carnaval, não há oficialmente um feriado sequer em boa parte dos estados brasileiros.

No calendário nacional, nem a famosa "Terça-Feira de Carnaval" consta como feriado.

Folga combinada

Apesar do feriado depender de cada cidade, empresas e comércio costumam funcionar no sábado para só reabrirem depois do meio-dia da quarta-feira de cinzas. O combinado é possível devido ao acordo entre patrões e trabalhadores.

Por causa do ponto facultativo, os servidores públicos também não trabalham durante os festejos carnavalescos, mas atividades essenciais como saúde e segurança pública têm que estar asseguradas. O ponto facultativo vale apenas para funcionários públicos. As empresas privadas não são obrigadas a liberar seus funcionários num ponto facultativo.

Assim, sem feriado, mas com a folga garantida, a folia continua. Em Olinda (PE), por exemplo, o Bacalhau do Batata, um dos blocos mais famosos do carnaval pernambucano, sai pelas ladeiras da cidade arrastando uma multidão de foliões na quarta-feira de cinzas.

Significado da Quarta-Feira de Cinzas

A data marca o fim do Carnaval, festa pagã, e o início da quaresma, período em que os cristãos se preparam para a Páscoa. Neste dia, a Igreja Católica realiza a missa de cinzas. Na celebração, de acordo com a Enciclopédia Católica, as cinzas provenientes da queima dos ramos do Domingo de Ramos do ano anterior são misturadas à água benta para que o celebrante faça o sinal da cruz nos fiéis.

(com Portal EBC)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade