Publicidade

Estado de Minas ARQUITETURA

Confira as belas imagens da 'cidade azul' de Chefchaouen

A bela e exótica arquitetura é um reflexo da influência moura e espanhola na região


postado em 25/04/2016 16:20

Que já teve a oportunidade de visitar a cidade de Chefchaouen, na região noroeste de Marrocos, no norte da África, não esconde o encantamento por suas casas, ruas e estruturas pintadas em diferentes tons de azul – até as lápides do cemitério são dessa cor. A arquitetura do município, que foi fundado em 1471, é totalmente influenciada pelo estilo espanhol e mouro.

Chefchaouen, cujo nome significa "olhar os chifres" (as cabras são muito comuns na região) no idioma barbere, teria sido pintada de azul após a chegada de imigrantes judeus, que fugiram da perseguição da Inquisição Espanhola na Europa, durante a Era Medieval. A cor seria uma forma de aproximar os moradores do céu e, consequentemente, de Deus. Ao mesmo tempo, os tons azulados seriam uma forma de afastar os mosquitos, que costumam evitar regiões que tenham água corrente.

Além da tonalidade da cidade, o que chama a atenção dos turistas são as medinas, ou seja, as ruas muito estreitas que lembram labirintos, e que são muito comuns em países do norte da África. As fontes, mesquitas e as barracas coloridas do mercado de produtos típicos também são atrativos do local.

Desde a década de 1960, Chefchaouen virou um ponto de "preregrinação" de mochileiros, provenientes de várias partes do mundo.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade