Publicidade

Estado de Minas CURIOSIDADE

Cientistas encontram ouro em urina de vaca

Os animais, da raça gir, são indianos e produziram até 10 mg do metal precioso


postado em 29/06/2016 13:32

De acordo com o Canal Rural, no Brasil, 80% das vacas leiteiras são da raça girolanda e 10% da gir leiteiro. Esses dados poderiam ser considerados aleatórios, se não fosse por um estudo feito na Índia, com vacas da raça gir, no qual encontraram ouro na urina dos animais analisados. Ou seja, nosso país teria um "potencial mineral" enorme, oculto nas milhões de cabeças de gado.

Cientistas da Universidade Agrícola de Junagadh, localizada no estado de Gujarate, região oeste da Índia, colheram 400 amostras de urina de vacas da raça gir, típica desse país oriental. Curiosamente, foram encontrados vestígios de ouro no líquido excretado pelos animais. "Tínhamos a informação, proveniente de fontes antigas, sobre a presença de ouro na urina das vacas, bem como de suas possíveis qualidades medicinais. Como não havia um análise científica cuidadosa que o provasse, decidimos fazer a pesquisa", diz Balu Golakia, responsável pelo estudo, em entrevista ao jornal indiano Indian Express.

A equipe liderada por Balu encontrou entre 3 e 10 mg de ouro por litro de urina das vacas gir. Os cientistas conseguiram separar e solidificar o metal precioso proveniente do organismo dos animais. No estudo, que durou cinco anos, eles também realizaram os mesmos testes com a urina de búfalos, camelos, ovelhas e bodes e não encontraram vestígios do metal nobre.

O professor Balu Golakia esclarece ao Indian Express que a pesquisa é de extrema importância, mas que ainda precisa ser repetida por outros cientistas e em outros países. Além disso, ele conta que, agora, estão avaliando o potencial medicinal da urina da vaca gir.

Vale lembrar que, no Brasil, a raça gir existe desde 1911 e costuma ser misturada com a friesland-holstein (mais conhecida como holandesa), para originar a girolanda, a principal usada na produção de leite.

(com Agência Sputnik)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade