Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Cachorro dá a vida para salvar bebê em incêndio nos Estados Unidos

O heroico animal não pensou duas vezes para proteger sua 'irmã' humana


postado em 22/08/2016 09:57

No dia 14 de agosto deste ano, na cidade de Baltimore, em Maryland, nos Estados Unidos, a dona de casa Erika Poremski deixou sua filha Viviana, de 8 meses, em casa com o cachorro da família, Polo, enquanto foi até a garagem pegar umas coisas em seu carro. Nesse momento, um incêndio rapidamente se alastrou por sua casa. Desesperada, Erika tentou salvar o bebê, mas as chamas a impediam de entrar na residência.

Mesmo com a ajuda de vizinhos, a americana não conseguiu chegar ao quarto em que estava sua filha. "Eu apenas podia ouvir seu choro, mas não conseguia alcançá-la. Tentei de todas as formas, todos me ajudaram. Eles chutaram as portas e quebraram as janelas. Não pude tirá-la de lá. Ninguém conseguia", diz Erika Poremski aos repórteres do canal de notícias local WBAL.

Apesar da cena desesperadora, a dona de casa não contava com uma ajuda inesperada: do fiel amigo da família, o cão Polo. Quando os socorristas do Departamento de Incêndio da Cidade de Baltimore chegaram ao local do incidente, conseguiram encontrar a pequena Viviana viva, apesar das queimaduras.

Para surpresa de todos, a menina só conseguiu sobreviver porque o valente cachorro decidiu proteger sua "irmã" humnana, colocando-se sobre ela quando o incêndio atingiu o quarto. Graças à rápida ação de Polo, a bebê só se feriu em alguns pontos do corpo. "Ela só teve algumas queimaduras. Isso porque ele estava lá. Polo permaneceu o tempo todo no quarto e não tentou nem descer as escadas, saindo pela porta", conta Erika à emissora de TV.

Infelizmente, o ato heróico do valente e fiel Polo custou-lhe a vida. O cãozinho não pensou duas vezes para proteger sua querida Viviana, que, graças a ele, sobreviveu ao incêndio. A menina precisou ser internada no hospital, pois estava com 19% do corpo queimado.

(com The Huffington Post)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade