Cientista aposentado da Nasa diz que óvnis estão se espalhando pelo nosso Sistema Solar

Segundo Norman Bergun, os extraterrestres já teriam dominado os anéis de Saturno e, agora, estão migrando para Urano e Júpiter

por Encontro Digital 25/08/2016 14:07

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução e Mysteriousuniverse.org/Reprodução
O cientista aposentado americano Norman Bergun, que trabalhou na Nasa, diz que existem provas da existência de óvnis nos anéis de Saturno (detalhe) (foto: YouTube/Reprodução e Mysteriousuniverse.org/Reprodução)
Norman Bergun, ex-engenheiro mecânico do Centro de Pesquisas Ames, da Agência Espacial Norte-Americana (Nasa), voltou a chamar a atenção da imprensa mundial ao dizer que existe vida extraterrestre circulando no Sistema Solar.

Esta não é a primeira vez que o cientista americano faz declarações polêmicas sobre a existência de alienígenas. A diferença é que, desta vez, ele classifica a situação como "crítica", porque, como explica, os extraterrestres que "vivem no nosso Sistema Solar" estariam se "proliferando mais rapidamente".

Na entrevista divulgada no final de 2015, mas que voltou à tona este ano após ser publicada no site Mysterious Universe, ele afirma que Objetos Voadores Não Identificados (Óvnis), que tinham sido registrados pela primeira vez nos anéis de Saturno, estão se transferindo para outros planetas que também têm anéis, como Urano ou Júpiter.

"O que já está claro para nós, é que esses objetos habitam Saturno, primeiro lugar em que eu os encontrei. Mas, eles estão proliferando. Podem ser vistos ao redor de Júpiter e de Urano. Nos lugares onde existem anéis", explica Bergrun no vídeo.

O cientista aposentado acrescenta que por meio da observação dos anéis de Saturno foi possível descobrir o "escapamento" de uma nave extraterrestre. Segundo o americano, os alienígenas estão se alimentando dos anéis, utilizando energia para se multiplicarem e também como combustível para as aeronaves.

Vale lembrar que Bergun é um dos cientistas mais respeitados da Nasa. Além disso, durante o período em que trabalhou na agência espacial, participou de projetos secretos da empresa Lockheed Martin – fabricante de aviões.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários