Americana deixa de lado o preconceito e decide deixar a barba crescer

Rose Geil sofre com o crescimento exagerado dos pelos do corpo e decidiu exibir uma aparência mais natural

por João Paulo Martins 01/09/2016 15:21

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Se para os homens fazer a barba é algo ruim, imagine as mulheres que realizam depilação em grande parte do corpo. Isso causa desconforto para qualquer pessoa, mas, era ainda mais dolorido para a americana Rose Geil, de 39 anos, moradora do estado do Oregon. Por problemas genéticos associados à Síndrome do Ovário Policístico – apesar de ter ido ao médico, a causa não foi confirmada –, desde a adolescência, pelos cresciam em seu rosto, formando uma espécie de barba.

Aos 13 anos, ela já precisava se barbear, como se fosse um jovem adulto. Essa rotina foi mantida por Rose por mais de 20 anos. Em entrevista ao jornal inglês Daily Mail em junho deste ano, a americana conta que sofreu bullying na escola devido a essa condição atípica. "Eu era uma estranha na minha escola. Não me 'encaixava'. Eu não usava as roupas e as maquiagens certas. Meus amigos não sabiam do meu problema, pois escondi muito bem. Mas, foi cansativo manter o segredo por tanto tempo", diz Rose Geil.

Apenas quando completou 39 anos, a moradora do Oregon decidiu manter a barba grande, com uma aparência que causa inveja em muitos 'marmanjos'. Para chegar à forma que está hoje, seus pelos faciais cresceram por oito meses até atingirem o tamanho que ela considera ideal. "Foi uma experiência incrível deixar a barba crescer. Foi muito difícil física e emocionalmente, e também bastante desconfortável. Tinha de 'lutar' contra a vontade de me barbear. Mas, deixar a barba crescer me tornou mais confiante. Nunca me senti tão bonita. Ela me faz sentir feliz por ser eu mesma", conta Rose ao Daily Mail.

Agora que exibe o corpo todo coberto com pelos, que cobrem seus braços, pernas e estão até mesmo no sovaco, a americana diz que seus familiares aceitaram de forma natural sua aparência. Segundo ela, mesmo quando caminha pelas ruas, não percebe qualquer rejeição por parte dos vizinhos e moradores. "Revelar os pelos do corpo para meus namorados era algo assustador e difícil, mas, por sorte, sempre tive companheiros que me entendiam quando tinha 20 e poucos anos", afirma Rose.

Além da boa recepção que teve dos familiares e dos moradores de sua cidade, a americana também contou com o apoio dos internautas, no Instagram. Depois que passou a publicar fotos nesta rede social, ela alcançou quase mil seguidores. Muitos usuários que comentam suas publicações fazem elogios à coragem e à capacidade de superação de Rose Geil.

Confira, abaixo, outras fotos dela:





Crédito: Facebook/rose.geil/Reprodução

Últimas notícias

Comentários