Assaltantes estariam colocando símbolos nas casas para facilitar o crime?

Segundo boato que circula no WhatsApp, a Polícia Militar de Minas Gerais está alertando a população para ícones pintados nos muros de suas residências, que podem indicar facilidade para os criminosos

por Marcelo Fraga 10/10/2016 09:11

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
WhatsApp/Reprodução
A assessoria da Polícia Militar de Minas Gerais fala sobre esse suposto "panfleto de alerta" contendo símbolos que seriam usados por criminosos (foto: WhatsApp/Reprodução)
Provavelmente você já deve ter visto na internet um panfleto com símbolos que supostamente estariam sendo utilizados por bandidos para marcar com tinta ou adesivos, casas que teriam condições favoráveis para serem assaltadas. O material contém setas, círculos e semicírculos que indicariam se a residência é mais fácil de ser invadida pela manhã, tarde ou noite e, ainda, se seus moradores estariam viajando – o que facilitaria o roubo.

Na verdade, esse panfleto vem circulando na internet há tempos e, mais recentemente, começou a ser propagado também pelo aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp. O suposto documento seria vinculado à Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), como se fosse um espécie de alerta para a população. Será que se trata, mesmo, de um aviso da polícia para que as pessoas se previnam contra os bandidos?

A reportagem da Encontro entrou em contato com a PMMG para esclarecer o caso. Em nota, a assessoria de imprensa do órgão informa que o material com os supostos símbolos, que seriam utilizados por assaltantes, não é verdadeiro, tampouco está vinculado à Polícia Militar de Minas Gerais. Ou seja, é apenas mais um boato divulgado na internet. Portanto, se você receber uma mensagem com estes símbolos, apague o material e não repasse para seus contatos.

História antiga

De acordo com o site brasileiro e-Farsas, especializado em desmentir boatos que circulam pela web, o suposto alerta feito pela polícia com os símbolos começou a ser propagado por e-mail em 2006, e voltou a ser amplamente divulgado em 2011.

Ainda segundo o e-Farsas, esse boato de que bandidos estariam marcando casas para serem assaltadas posteriormente aconteceu até mesmo em Portugal, quando símbolos desconhecidos foram encontrados nos muros de residências do país europeu. A polícia portuguesa também não teria encontrado nenhuma relação entre os supostos códigos e roubos ou assaltos, de acordo com o site brasileiro.

Últimas notícias

Comentários