Famosa pintura do muro do Cefet, em BH, está sendo restaurada

Quem passa pela av. Amazonas, no sentido Contagem, percebe que a obra de 1958, no Campus I do Cefet-MG, está em reforma

por Marcelo Fraga 04/10/2016 10:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
João Paulo Martins/Encontro
O muro do Campus I do Cefet-MG, na av. Amazonas, região oeste de Belo Horizonte, que contém uma famosa pintura de Luís Guimarães, está sendo restaurado e deve ficar pronto em 2017 (foto: João Paulo Martins/Encontro)
Uma cena está chamando a atenção de quem passa em frente ao Centro Federal de Tecnologia de Minas Gerais (Cefet-MG), na avenida Amazonas, na altura do bairro Nova Suíça, região oeste de Belo Horizonte. O muro externo do Campus I da instituição, que possui uma obra de arte muito conhecida, está sendo restaurado.

À primeira vista, a impressão é que o muro está sendo removido, mas, na verdade, trata-se de uma restauração, de acordo com a assessoria de comunicação do Cefet-MG. Em nota enviada à Encontro, a instituição informa que a intervenção é necessária porque o painel, que já havia sido restaurado em 1982, ficou desgastado com o tempo, além de ter sofrido vandalismo.

De acordo com o Cefet, a pintura foi produzida em 1958 pelo artista plástico Luís Guimarães, e inspirada nos traços do consagrado pintor Cândido Portinari. A obra, denominada Oficinas, retrata os ofícios que são ensinados no instituto federal. A nota informa, ainda, que apesar de o autor não ser muito conhecido e não se ter informações detalhadas sobre ele, o então presidente Juscelino Kubitscheck se encantou pelos traços do artista e encomendou o painel para decorar o muro da unidade de ensino técnico.

A assessoria do Cefet-MG explica que o processo de restauração – que é delicado e baseado em um estudo realizado em 2009 pelo professor Bruno Lombardi –, deve ser concluído em sete meses, ou seja, no primeiro semestre de 2017.

Últimas notícias

Comentários