Radares voltam a operar nas rodovias estaduais de Minas Gerais em outubro

Ao todo, serão 393 equipamentos fixos e 13 móveis que passam a registrar o excesso de velocidade

por Encontro Digital 05/10/2016 12:37

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Mércia Lemos/Setop/Divulgação
DER-MG lembra que o objetivo do radar é proporcionar segurança nas rodovias, realizando o controle eletrônico de velocidade, para coibir o excesso (foto: Mércia Lemos/Setop/Divulgação)
A partir de terça-feira, dia 11 de outubro, os radares voltam a operar gradativamente nas rodovias mineiras sob jurisdição do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). Os primeiros equipamentos já estão funcionando em módulo educativo desde o dia 3 de outubro com o limite de velocidade permitido nas vias estaduais, que é de 60 km/h. A MG-030, em Nova Lima, a MG-133, em Tabuleiro e a MG-447, em Ubá, foram as primeiras a receber os novos radares.

Segundo o governo de Minas, estão sendo investidos R$ 77,69 milhões no contrato dos radares pelo período de 30 meses. Ao todo, serão implantados 393 equipamentos fixos nas rodovias mineiras. Este número representa um aumento de 63,7% em relação à quantidade de aparelhos existentes até 2014. Outros 13 equipamentos móveis também contribuirão para garantir a velocidade máxima nas rodovias mineiras.

De acordo com o DER-MG, o objetivo do radar é proporcionar segurança nas rodovias, realizando o controle eletrônico de velocidade para coibir o excesso. A principal recomendação é para que, independente da presença de radares nas estradas estaduais, os motoristas respeitem a sinalização e os limites de velocidade específicos para cada trecho das rodovias.

Os novos radares, além de desempenhar ações de fiscalização no controle de velocidade, contribuirão para agilizar a verificação da situação dos veículos, identificando casos de roubos e clonagens de placas.

(com Agência Minas)

Últimas notícias

Comentários