Deputados arquivam processo contra Jean Wyllys

Além do parlamentar do PSOL, o deputado Laerte Bessa (PR-DF) também teve o processo arquivado

por Encontro Digital 24/11/2016 13:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Wilson Dias/Agência Brasil/Divulgação
O processo contra o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) foi arquivado no Conselho de Ética da Câmara por 11 votos a zero (foto: Wilson Dias/Agência Brasil/Divulgação)
O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados arquivou na quarta, dia 23 de novembro, os processos instaurados contra os deputados Laerte Bessa (PR-DF) e Jean Wyllys (PSOL-RJ). Curiosamente, na mesma sessão foi instaurado novo processo para investigar se o deputado Laerte Bessa feriu o decoro parlamentar ao utilizar de palavrões para criticar o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, do PSB.

Nas votações dos pareceres que propunham o arquivamento das representações contra Wyllys e Bessa, a maioria dos integrantes do conselho votou pelo arquivamento. No caso do deputado Jean Wyllys, o conselho aprovou por 11 votos a zero o parecer do relator, deputado Júlio Delgado (PSB-MG). A representação contra o parlamentar do PSOL foi proposta pelo PSC, que o acusou de quebrar o decoro ao publicar críticas a membros do partido nas redes sociais, após o massacre de gays em boate em Orlando (EUA).

Já o processo contra o deputado Laerte Bessa, que foi movido pelo PT, foi arquivado por 8 votos a 4. O relator, deputado Mauro Lopes (PMDB-MG), pediu o arquivamento com base no princípio constitucional da inviolabilidade parlamentar por palavras, votos e opiniões. Bessa respondia a processo por fazer ofensas no plenário da Câmara aos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff e ao PT.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários