Pesquisadores russos descobrem verme que 'indica' locais com jazida de petróleo no oceano

Os organismos intitulados Siboglinidae usam o gás metano para conseguir energia

por Encontro Digital 23/11/2016 09:51

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Extrememarine.org.uk/NOAA/Galapagos Rift Expedition/Reprodução
Segundo os cientistas russos, os vermes marinhos da família Siboglinidae podem ser usados para se descobrir jazidas de petróleo em águas profundas dos oceanos (foto: Extrememarine.org.uk/NOAA/Galapagos Rift Expedition/Reprodução)
Um grupo de cientistas da Universidade Federal do Extremo Oriente, na Rússia, provou que os vermes marinhos da família Siboglinidae são capazes de indicar a localização de jazidas subaquáticas de petróleo e gás.

Os investigadores estudaram a estrutura desses animais e as substâncias orgânicas por eles sintetizadas. A análise mostrou que os vermes habitam regiões dos oceanos que são potencialmente petrolíferas.

"No corpo do verme existe um órgão especial onde se encontram bactérias quimiotróficas, que oxidam o metano. O processo resulta em geração de energia, tal qual a fotossíntese para as plantas. Neste caso, a energia não provém da luz solar, mas do metano oxidado, que é essencial para a vida dos vermes. Eles precisam de pelo menos 1 ml do gás por litro de solo", explica Vladimir Malakhov, pesquisador chefe do laboratório responsável pelo estudo.

A descoberta russa foi comprovada pelo fato de os vermes se encontrarem em jazidas de petróleo já exploradas. Por exemplo, foram identificados indivíduos da família Siboglinidae nos mares do Norte e de Barents e na plataforma continental da ilha Sacalina.

"A Terra ainda possui diversas reservas de hidrocarbonetos nas águas profundas dos oceanos. E os vermes Siboglinidae nos mostrarão onde buscar", diz Malakhov.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários