Projeto quer mudar sistema eleitoral dos Estados Unidos

Senadora que criou a proposta considera o modelo atual obsoleto, devido ao Colégio Eleitoral, que deu a vitória a Donald Trump

por Encontro Digital 17/11/2016 09:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Senadora quer mudar o sistema eleitoral dos Estados Unidos, que não prioriza os votos os votos populares, e sim, a representatividade de cada estado, por meio do Colégio Eleitoral (foto: Pixabay)
Depois da polêmica envolvendo o resultado da eleição presidencial nos Estados Unidos, a senadora Barbara Boxer, do Partido Democrata, que representa o estado da Califórnia, apresentou um projeto de lei no Senado que prevê a eliminação do Colégio Eleitoral e a transição para um sistema de votos diretos. A notícia foi divulgada pelo canal de TV Fox News.

De acordo com Barbara Boxer, o sistema atual "é obsoleto e não democrático". "Somos o único país no mundo onde é possível obter a maioria dos votos e mesmo assim perder as eleições", declara a senadora em entrevista ao Fox News.

Vale lembrar que a candidata Hillary Clinton obteve 47,9% dos votos populares (ou cerca de 62 milhões), enquanto o republicano Donald Trump ganhou 47,1% (cerca de 61 milhões). Mesmo assim, o magnata se sagrou presidente dos EUA por ter conseguido o mínimo de 270 votos do chamado Colégio Eleitoral (cada estado possui um determinado número de votos, que é equivalente à sua população).

Como destaca o canal Fox News, a proposta de mudança do sistema eleitoral seria mais uma ação de protesto dos democratas contra a vitória de Donald Trump.

O problema é que esse projeto de lei tem chances mínimas de ser aprovado, já que o Senado americano é formado em sua maioria por parlamentares republicanos. Mas, mesmo que passasse pelo plenário, ainda seria necessário que 3/4 dos estados ratificassem a lei num período de até sete anos.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários