Região do Ibitipoca acaba de ganhar um roteiro voltado para o cicloturismo

As belas paisagens naturais, somadas à diversidade cultural e histórica local, são os principais atrativos para os amantes das bikes

por Encontro Digital 15/12/2016 09:31

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Márcio Lucinda/Agência Minas/Divulgação
O circuito turístico Serras de Ibitipoca acaba de investir no cicloturismo (foto: Márcio Lucinda/Agência Minas/Divulgação)
Quem visita a região do Ibitipoca, na Zona da Mata de Minas Gerais, além das belas paisagens, agora, caba de ganhar um atrativo a mais. Idealizado pela associação dos municípios locais, foi lançado o roteiro turístico Volta das Transições, com foco no cicloturismo, mas que também pode ser feito com cavalgada, motociclismo e caminhada.

O novo roteiro percorre todos os municípios que compõem o circuito turístico Serras de Ibitipoca: Bias Fortes, Bom Jardim de Minas, Ibertioga, Lima Duarte, Olaria, Pedro Teixeira, Rio Preto, Santa Rita de Ibitipoca, Santa Rita de Jacutinga e Santana do Garambéu. O trajeto prioriza as estradas de terra entre vilarejos, montanhas, vales e outros atrativos naturais da região.

De acordo com Gustavo Arrais, secretário adjunto de estado de Turismo, a nova rota turística dá mais visibilidade ao turismo mineiro. "Por meio do novo roteiro e das novas atividades se espera alavancar o número de visitantes e, consequentemente, possibilitar maior desenvolvimento para o turismo mineiro", diz o secretário.

O nome Volta das Transições se refere à região onde o roteiro está inserido, que inclui importantes transições de vegetação, relevo, história e cultura.

Cicloturismo

Segundo dados do Ministério do Turismo, mais de 450 mil estrangeiros visitaram o Brasil motivados pelo cicloturismo no ano de 2014. Outro estudo do ministério também mostra que 14,3% dos brasileiros que pretendem viajar nos próximos seis meses devem optar por meios de transporte alternativos, como bicicletas e motorhome. Em comparação com o índice registrado em 2015, houve um crescimento de 155,3%.

"Estamos atentos às tendências do mercado mundial do turismo. Tal projeto veio para incentivar a diversificação da oferta turística no estado. Na região [do Ibitipoca] já existem diversos outros roteiros operados por agências de turismo, porém não existia ainda um grande roteiro totalmente autoguiado, dinâmico e inclusivo, buscando levar às mais distantes comunidades o turista que frequenta a região e até então não tinha ferramentas e meios de acessar estes recantos", afirma Márcio Ribeiro, analista da diretoria de Planejamento das Políticas do Turismo, da secretaria de estado de Turismo.

Parque estadual do Ibitipoca

O parque estadual do Ibitipoca, entre oos municípios de Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca, ocupa o alto da Serra do Ibitipoca, uma extensão da Serra da Mantiqueira. Com uma área de 1.488 hectares, a unidade de conservação está no local onde se dividem as bacias do rio Grande e do rio Paraíba do Sul.

O circuito é privilegiado por belezas naturais que proporcionam paisagens inesquecíveis pelas inúmeras serras, vilas e pequenas cidades. É um lugar perfeito para contemplação, aventura, descanso e belas fotografias. O parque estadual de Ibitipoca concentra grande biodiversidade e atrativos naturais únicos. Toda a região que compõe o circuito é repleta de espaços que proporcionam contato com a natureza e a história de Minas Gerais.

(com Agência Minas)

Últimas notícias

Comentários