Publicidade

Estado de Minas

Internautas estão compartilhando informações falsas sobre Marisa Letícia

Publicações na internet afirmam que o AVC sofrido pela ex-primeira dama é uma farsa e, até mesmo, que ela já estaria morta


postado em 31/01/2017 15:36

O conselho é antigo: cuidado com o que você lê na internet. Isso porque existem incontáveis páginas e perfis pessoais especializados em disseminar informações falsas, principalmente nas redes sociais mais acessadas, como o Facebook e o Instagram, e em sites como o YouTube. As mentiras propagadas costumam ter temas diversificados, que vão desde fofocas de celebridades até temas mais delicados, envolvendo, por exemplo, a saúde. Mas, é a política brasileira o alvo preferido das páginas mal intencionadas. Neste caso, a bola da vez é o AVC sofrido pela ex-primeira-dama Marisa Letícia, que está internada, em estado de coma induzido, no hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

No Instagram, um perfil denominado Anti Políticos, sem citar qualquer fonte da "notícia", publicou uma imagem afirmando que o problema de saúde da Marisa Letícia não passa de uma farsa. De acordo com a publicação na rede social de imagens, a simulação da doença seria apenas um pretexto para que seu marido, o ex-presidente Lula, bem como seus filhos, não sejam presos.

A descrição da página deixa claro que se trata de um perfil onde as informações divulgadas não são sérias. Mas, mesmo assim, alguns seguidores demonstram crença no conteúdo por ela publicados. A usuária identificada como Miriam.confeiteira escreveu nos comentários da postagem sobre o AVC de Marisa Letícia: "Deus está agindo nesses 'ladrões' do Brasil. Ainda vai vir [sic] coisas piores". Outro usuário também acreditou na informação contida na publicação: "Basta a PF [Polícia Federal] apertar [sic] o CRM [Conselho Regional de Medicina] e investigar laudos e condutas médicas... Só não 'pegam' porque também não querem", diz o internauta que utiliza o perfil Leoanestesista.

Tomografia

Já no YouTube, ao menos dois vídeos, que ultrapassam, somados, 650 mil visualizações, afirmam que a ex-primeira-dama Marisa Letícia já estaria morta. O principal argumento utilizado pelos responsáveis pelas gravações é que uma tomografia, que teria sido obtida de maneira ilegal, seria a prova do "óbito".

No vídeo com maior audiência, visualizado mais de 500 mil vezes, um homem intitulado Dom Werneck diz que recebeu um e-mail, de uma de suas fontes, afirmando que a ex-primeira-dama estaria morta. "Notícia em primeira mão para vocês: dona Marisa Letícia teve morte cerebral e só está respirando graças a ajuda de aparelhos", diz o youtuber no controverso vídeo.

Dom Werneck também utiliza o argumento de que a morte não teria sido divulgada porque, com a suposta omissão, o ex-presidente Lula não poderia ser preso. Ao fim do vídeo, ele exibe imagens de um suposto laudo da Polícia Federal que incriminaria Lula e, ainda, uma imagem que seria da tomografia feita por Marisa Letícia no Sírio Libanês, comprovando "sua morte".

Por sua vez, o outro vídeo controverso, que possui mais quase 130 mil visualizações no YouTube, traz um homem que se intitula Claudio Tognolli e diz ser jornalista. Ele também mostra uma suposta tomografia da ex-primeira-dama – curiosamente, é similar à apresentada por Dom Werneck. Apesar de não afirmar que a mulher de Lula estaria morta, ele "revela" que, de acordo com médicos que analisaram o exame, Marisa Letícia teria uma recuperação muito complicada e ficaria com sequelas graves, que a impediriam, por exemplo, de andar normalmente.

Abaixo, os dois vídeos polêmicos que foram publicados no YouTube sobre a suposta condição de saúde da esposa do ex-presidente Lula:


Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade