Miss Bélgica 2017 é acusada de racismo após comentário no Instagram

Depois de publicar uma foto selfie, ela usou um emoji de cocô para se referir a um homem negro que aparece na imagem

por Marcelo Fraga 20/01/2017 16:53

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/romaniesss/Reprodução
A miss Bélgica 2017, Romanie Schotte, de 19 anos, usou um emoji de cocô ao responder sobre um homem negro que aparece em sua foto, e foi acusada de racismo (foto: Instagram/romaniesss/Reprodução)
A bela jovem Romanie Schotte, de 19 anos, que foi eleita a Miss Bélgica 2017, causou uma enorme polêmica após publicar uma foto em seu perfil no Instagram. Seria uma simples selfie, se não fossem dois comentários associados à publicação, que serviram para que ela fosse acusada de racismo por milhares de belgas.

Ao fundo da imagem – que foi registrada por Romanie em um ônibus na cidade de Jette, na Bélgica – aparece um homem negro, sentado logo atrás dela. Assim que divulgou a foto, um seguidor comentou: "E esse negro?". A miss, então, respondeu: "Eu sei", completando com o emoji "poo", que representa cocô.

A partir disso, um grupo de belgas se organizou e reuniu milhares de assinaturas numa petição para que Romanie Schotte perdesse o título de miss. O principal argumento do protesto, de acordo com a imprensa da Bélgica, é que, se todos aceitarem que ela continue com o título de beleza, será uma forma de "aceitar o racismo, o ódio e a intolerância". Na petição online também consta a informação de que a intenção é encontrar o homem que aparece na foto, para encorajá-lo a prestar queixa na polícia contra a jovem.

Investigação

De acordo com o jornal belga Le Soir, o Unia (Centro Interfederal pelas Oportunidades Iguais, em tradução livre para o português) – órgão sediado na Bélgica –, pretende investigar Romanie Schotte pelo suposto ato racista. "Condenamos o racismo, que é uma realidade do cotidiano e lamentamos que venha de uma pessoa que se tornou uma personalidade", afirma um porta-voz do Unia à publicação.

Protesto

A publicação que gerou a acusação de racismo foi excluída do Instagram, mas, isso não impediu que muitos de seus seguidores, somados a outros internautas revoltados com a atitude da miss, passassem a protestar contra ela. Eles fizeram uma verdadeira "invasão" de emojis de cocô em praticamente todos os comentários das demais postagens de Romanie na rede social de imagens.

Conspiração?

Em sua "defesa", Romanie Schotte afirmou, em entrevista para o jornal belga RTL, que todos os protestos contra ela não passam de uma "conspiração" para que seja retirado o título de Miss Bélgica 2017.

A jovem justificou, ainda, que o emoji de cocô é, para ela, um ícone de uso comum, tal qual do sorriso. Portanto, segundo ela, não houve prática de racismo. "Não sou racista. O problema é que, por ser uma pessoa famosa, tudo que faço ganha muita repercussão. Peço desculpas ao homem que aparece na foto, porque não imaginava que fosse chegar a isso", comenta a miss ao RTL.

Últimas notícias

Comentários