Publicidade

Estado de Minas EDUCAçãO

Saiu o resultado do Enem 2016 e exame não servirá mais como certificado de conclusão do Ensino Médio

As notas do Exame Nacional do Ensino Médio valem para o candidato tentar uma vaga em universidades públicas que usam o sistema Sisu


postado em 18/01/2017 08:06

Os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016 já podem ter acesso ao resultado final das provas nesta quarta-feira, dia 18 de janeiro. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) decidiu antecipar a divulgação, prevista para o dia 19. No resultado, os candidatos poderão saber quanto tiraram em cada uma das quatro provas do exame: ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática. Também terão acesso à nota da redação, cujo tema foi a intolerância religiosa no Brasil.

Validação do Ensino Médio

Na terça, dia 17, o ministro da Educação Mendonça Filho confirmou que o Enem não servirá mais como meio para se obter uma certificação de conclusão do ensino médio. "A notícia deve ser oficializada amanhã [nesta quarta, dia 18], a separação do Enem em relação ao Encceja [Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos]”, diz Mendonça Filho após sair de uma reunião com a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo o ministro, o Encceja, que já é aplicado pelo Inep todos os anos como meio de certificação de conclusão do Ensino Fundamental, será ampliado para servir também como certificação do Ensino Médio já a partir do segundo semestre deste ano.

"O Enem não servirá como instrumento de certificação e conclusão de Ensino Médio e sim como instrumernto de acesso ao ensino superior. Pois termina exigindo de um jovem ou de adulto que queira a certificação no Ensino Médio mais do que seria necessário, é uma imposição de um ônus, de ter que ter um conhecimento a mais, para aqueles que só querem ter uma certificação", comenta Mendonça Filho.

A provável exclusão do certificado de conclusão do ensino médio do Enem havia sido antecipada pela presidente do Inep, Maria Inês Fini, em novembro do ano passado. Outra possível alteração seria a exclusão de treineiros, aqueles que fazem a prova só para testar conhecimentos.

(com Agência Brasil)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade