Publicidade

Estado de Minas COMPORTAMENTO

Estados Unidos registram primeiro caso de mãe e filho transgêneros

A jovem Corey House nasceu menino, mas, se assumiu menina. Em seguida, ajudou a mãe a também lidar com a transição de gênero


postado em 21/02/2017 15:47

O estado americano de Michigan entrou para a história como o primeiro lugar do mundo a registrar um caso em que mãe e filho se tornaram transgêneros. O fato, noticiado pelo tabloide inglês The Mirror, além de inédito, está se revelando, também, uma grande lição de amor familiar.

De acordo com o periódico, em 2011, aos 11 anos de idade, o jovem americano Corey Maison começou a descobrir que, apesar de ter nascido homem, se sentia uma menina. Ou seja, ele era transgênero. É sabido que, muitas vezes, em casos como o dele, os filhos acabam sendo rejeitados pelos pais, amigos e por outros familiares. Felizmente, não foi o que aconteceu em Michigan.

Quando Corey começou a transição do gênero masculino para o feminino, sua mãe, Erica House, prestou todo o apoio que ele necessitava, inclusive, comprando doses de estrogênio – hormônio feminino.

Curiosamente, agora, quem está contando com a ajuda da filha Corey para lidar com a transição é a própria mãe, Erica. Ela descobriu que está vivendo a mesma situação que a filha presenciou há quase seis anos.

A americana, que possui outros cinco filhos além de Corey, disse, em entrevista ao The Mirror, que, quando sua filha se descobriu transgênero, ela também já sentia que havia "nascido no corpo errado". Ou seja, imaginava-se um homem, e não uma mulher. Porém, resolveu esconder este fato de toda a família durante quatro anos.

Erica House se assumiu transgênero em 2015, quando, inclusive, se separou do marido, Les House. De acordo com a mãe de Corey, a experiência da filha serviu de exemplo para que adquirisse coragem o suficiente para fazer a revelação aos familiares. Agora, segundo ela, todos vivem de forma harmoniosa e amorosa. "Eles foram incríveis comigo. É como se nada tivesse mudado. Mesmo com a separação, Les tem me apoiado em tudo. Nosso relacionamento é mais forte e melhor, agora", comenta Erica ao tabloide inglês.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade