Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Agência iraniana censura decote da atriz Charlize Theron no Oscar

A sul-africana entregou o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro ao lado da veterana Shirley MacLaine


postado em 02/03/2017 13:48 / atualizado em 02/03/2017 14:30

O Oscar voltou a ser notícia no mundo, depois da trapalhada na entrega do prêmio de Melhor Filme, quando os atores Faye Dunaway e Warren Beatty receberam o envelope errado e anunciaram a vitória do longa La La Land, ao invés de Moonlight. Desta vez, o que está chamando a atenção da mídia é a censura feita pela agência de notícias ILNA News, do Irã, ao decote da atriz Charlize Theron.

A sul-africana entregou a estatueta de Melhor Filme Estrangeiro juntamente com a renomada atriz Shirley MacLaine. Como Theron estava com os braços de fora e com um enorme decote na frente do vestido, a emissora iraniana fez uma espécie de "Photoshop" e tampou as partes visíveis com uma "tinta" preta – em outro momento, a atriz teve parte do corpo borrado para esconder as "áreas proibidas". A ILNA News divulgou a premiação porque o diretor iraniano Asghar Farhadi foi agraciado com o Oscar pelo filme O Apartamento.

Farhadi não compareceu à cerimônia realizada no teatro Dolby, em Los Angeles, Califórnia (EUA), em protesto contra a política anti-imigração do presidente americano Donald Trump, em especial no que diz respeito à população de países muçulmanos. Quem recebeu o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro de O Apartamento foram dois cidadãos americanos de origem árabe: a astronauta Anousheh Ansari, que também teve uma parte do seu corpo censurada, e o engenheiro Firouz Naderi – ambos trabalham na Nasa.

Abaixo, confira a censura realizada pela ILNA News à roupa da atriz Charlize Theron:

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade