Quando a dor no joelho representa um problema?

Especialista esclarece os principais problemas que podem afetar os joelhos

por Da redação com assessorias 02/03/2017 10:58

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Fatores como sobrepeso, excesso de exercícios e pé chato podem ser fatores de risco para dores nos joelhos (foto: Pixabay)
Dores nos joelhos são muito comuns. Se você ainda não sentiu o problema, em alguma fase da vida deverá experimentá-lo. "A dor no joelho independe de sexo, etnia ou faixa etária. Ela pode atingir homens e mulheres, jovens e idosos, ou até mesmo crianças. Hoje, exigimos mais dos joelhos, sendo com atividades físicas, como no cotidiano do trabalho", comenta o ortopedista Sérgio Costa, coordenador da equipe médica do hospital São Luiz, em São Paulo.

Como mostra o médico, se as dores forem crônicas e/ou persistentes, merecem atenção. "Se você sofreu algum trauma no joelho, ou seja, queda, torção ou um acidente, é fundamental procurar um especialista que deverá solicitar exames de imagem para certificar que a lesão não causou problemas graves", esclarece Sérgio Costa.

Ainda de acordo com o ortopedista, outros fatores podem gerar dores nos joelhos: obesidade, que sobrecarrega os membros inferiores, incluindo os joelhos; pé chato, ou plano; joelho valgo (ou em 'x'), desvio da perna em que o fêmur tem uma inclinação "para dentro"; encurtamento de um membro; artrose (ou artrite degenerativa), que é o desgaste do tecido nas extremidades dos ossos; e doenças reumatológicas, que afetam as articulações.

"As dores nos joelhos podem estar associadas também à prática excessiva de atividade física [overtraining], principalmente as de alto impacto, que sobrecarregam as articulações. Daí a importância de, antes de iniciar os exercícios, respeitar seu preparo físico e fazer alongamento. Isso irá preparar seu corpo para as atividades, absorvendo e amenizando os impactos", explica o ortopedista do hospital São Luiz.

Além da dor, em si, outros sintomas podem sinalizar problemas sérios nos joelhos: fraqueza, instabilidade, vermelhidão, inchaço, bloqueio e rigidez muscular.

Conforme Sérgio Costa, existem diversos tratamentos para os problemas que surgem nessa articulação. "Para casos mais simples, a indicação pode ser a fisioterapia e/ou remédios anti-inflamatórios. Já para casos mais graves, a cirurgia pode ser necessária. O importante é não subestimar a dor. Muitas vezes, o que achamos ser uma dorzinha comum, pode ser uma lesão importante; e o diagnóstico precoce é sempre mais eficaz", alerta o médico.

Últimas notícias

Comentários