Publicidade

Estado de Minas BRASIL

Comandante do Exército diz que corrupção gera 'crise moral' no Brasil

General Villas Bôas fez a crítica durante cerimônia da entrega das medalhas da Ordem do Mérito Militar


postado em 19/04/2017 12:02

O comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, diz que o Brasil vive uma "aguda crise moral" por causa dos "incontáveis escândalos de corrupção".

"A aguda crise moral expressa em incontáveis escândalos de corrupção nos compromete o futuro. A ineficiência nos retarda o crescimento. A ausência de um mínimo de disciplina social, indispensável à convivência civilizada, e uma irresponsável aversão ao exercício da autoridade oferecem campo fértil ao comportamento transgressor e à intolerância desagregadora", afirma o comandante durante a cerimônia de entrega da Ordem do Mérito Militar, em Brasília (DF), nesta quarta, dia 19 de abril – entre os agraciados com a medalha está o juiz Sérgio Moro.

Segundo Villas Bôas, a atual crise "fere gravemente a alma da nossa gente", além de ameaçar a identidade nacional e o projeto de nação do país. "Interesses pessoais e corporativos estão sobrepostos ao interesse nacional", comenta o geenral, ao destacar que "não há atalhos fora da Constituição". "O país, seu povo e seu Exército não sucumbirão ao pessimismo e à desagregação", acrescenta o militar.

A Ordem do Mérito Militar é destinada a civis, militares e estrangeiros que tenham prestado "notáveis serviços ao país" ou que tenham prestado "relevantes serviços" ao Exército, às organizações militares ou às instituições civis que tenham se tornado "credoras de homenagem especial" do Exército.

(com Agência Brasil)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade