Anvisa encontra problema em molho de tomate e pimenta do reino

Os lotes dos produtos em questão devem ser retirados do mercado

por Encontro Digital 16/05/2017 11:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
A Anvisa proibiu a comercialização de um lote de molho de tomate da Heinz (foto: Pixabay)
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a proibição do lote L25 20:54 M3-1 do molho de tomate tradicional, com pedaços, da marca Heinz. A medida sanitária foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) na sexta-feira, dia 12 de maio. O motivo não foi revelado

Segundo a Anvisa, a decisão se deu após análises fiscais e de resultados laboratoriais. Ainda de acordo com o órgão de fiscalização, a Heinz Brasil comunicou o recolhimento voluntário do estoque do lote L25 20:54 M3-1 existente no mercado.

Além disso, a agência aprovou a resolução RE 1252/17, que determina a proibição da distribuição e comercialização do lote L25 20:54 M3 1 do molho de tomate em questão, produzido pela Heinz. A Anvisa ainda determinou que a empresa recolha o estoque do produto existente no mercado brasileiro.

Pimenta

Não foi apenas o molho de tomate que foi considerado impróprio para o consumo. Após receber o comunicado de recolhimento voluntário do produto pimenta do reino preta moída, lote 03, fabricado em 01/03/2016, com prazo de validade até 12/2019, da empresa Produtos Alheiro Ltda, a Anvisa proibiu a distribuição e comercialização do tempero em todo o território nacional.

A medida foi motivada pela identificação de pelo de roedor acima do limite máximo (RDC nº 14/2014) permitido pela agência. A empresa deve recolher o estoque existente no mercado.

(com portal da Anvisa)

Últimas notícias

Comentários