Publicidade

Estado de Minas MEIO-AMBIENTE

Espécie nova de sapo é descoberta na Serra do Brigadeiro

Pesquisadora da Universidade Federal de Viçosa foi responsável pela descoberta no parque estadual


postado em 24/05/2017 16:57

Uma nova espécie de sapo foi encontrada no parque estadual da Serra do Brigadeiro, em Minas Gerais. A identificação do Brachycephalus darkside foi resultado de um estudo conduzido pela pesquisadora Carla Silva Guimarães, da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Segundo a pesquisa, a nova espécie de sapo ganhou o nome de Brachycephalus darkside por suas características próprias, o que o diferencia de outras espécies semelhantes. A principal diferença em relação ao Brachycephalus ephippium, que é base para a nova classificação, é sua musculatura preta.

Para a confirmação da nova espécie foi preciso realizar comparações com coleções científicas do país como as do Museu Nacional do Rio de Janeiro, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp).

O novo Brachycephalus é a sexta descoberta feita na Serra do Brigadeiro por pesquisadores da UFV e se soma às mais de 50 espécies que já catalogaram no parque.

De acordo com Laurielen Gurgel Pacheco, monitora ambiental do parque estadual, o resultado de pesquisas como essa vem confirmar cientificamente o porquê do local ser classificado como "extrema importância biológica", além de reforçar ainda mais a missão da unidade. "Acreditamos também que pesquisas científicas em áreas protegidas são colaboradoras fundamentais para popularização da ciência, permitindo o conhecimento das nossas espécies regionais", comenta a monitora.

Segundo a responsável do parque, ainda não é possível dizer se a nova espécie é endêmica da Serra do Brigadeiro. "Sabemos que o gênero é endêmico da Mata Atlântica, mas ainda não foram identificados registros em outras regiões", afirma Laurielen Pacheco.

O parque estadual da Serra do Brigadeiro está localizado na Zona da Mata e ocupa o extremo norte da Serra da Mantiqueira. Com uma área de 14.984 hectares, abriga vários picos e diversos cursos d'água que integram as bacias dos rios Paraíba do Sul e Doce, além de exuberante Mata Atlântica.

(com Agência Minas)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade