Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Presidente do BC acredita que redução da Selic vai ajudar na recuperação da economia

Ilan Goldfajn defende que a taxa básica de juros mais baixa, somada a outras intervenções do governo, farão o Brasil crescer de novo


postado em 08/05/2017 11:33

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, voltou a defender que a redução da taxa básica de juros, a Selic, vai contribuir para a retomada do crescimento da economia brasileira. Ele está participando da reunião bimestral de presidentes de bancos centrais do Banco de Compensações Internacionais e de encontros com investidores institucionais em Tóquio, no Japão.

De acordo com os apontamentos que o presidente do BC, além da redução da Selic, outros esforços políticos serão essenciais para ajudar na recuperação da economia brasileira.

Reformas e ajustes

Para Ilan Golfajn, várias reformas e ajustes aumentaram a confiança e reduziram a percepção de risco associada à economia brasileira. Ele citou as reformas da Previdência, a trabalhista e a da educação, além do teto dos gastos públicos.

O presidente do BC lembra que a Selic caiu de 14,25% ao ano, em outubro de 2016, para 11,25% ao ano na última reunião do Comitê de Polícia Monetária (Copom), em abril deste ano.

Goldfajn reforça que o ritmo de cortes na Selic depende da estimativa de extensão do ciclo de ajustes na taxa e da antecipação dos cortes. Por sua vez, essa antecipação de cortes depende da evolução da atividade econômica, de fatores de risco e das expectativas para a inflação.

(com Agência Brasil)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade