Publicidade

Estado de Minas CONSUMIDOR

Produtos alimentícios poderão ter de informar ingredientes de origem animal

Projeto em análise na Câmara quer facilitar a vida dos vegetarianos e veganos


postado em 28/06/2017 13:42

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou uma proposta que torna obrigatória a inserção de um selo de alerta na embalagem dos produtos de origem animal e de seus derivados. O objetivo, segundo a justificativa do projeto, é garantir a informação aos consumidores que não ingerem esses produtos, como os vegetarianos e veganos.

A exigência abrange todos os produtos comercializados no Brasil, inclusive os importados.

O texto aprovado é o substitutivo da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural ao Projeto de Lei 3479/04, do ex-deputado Leonardo Mattos (MG). A comissão inseriu a exigência da exibição de advertência sobre as possíveis reações alérgicas resultantes do consumo de produtos de origem animal.

Pelo novo texto, esses alimentos só poderão ser comercializados com aviso, escrito em caracteres maiúsculos, sobre a presença de leite, carne, ovos, mel ou qualquer outra substância de origem animal. O rótulo também deverá trazer advertência complementar sobre alergias e condições relacionadas aos produtos.

Plenário

O relator da proposta, deputado Afonso Motta (PDT-RS), recomendou a aprovação do texto, mas lembrou que, por ter tido pareceres contrários em duas comissões, deverá ser votado no plenário da Câmara.

(com Agência Câmara Notícias)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade