Aumento de PIS/Cofins do álcool, da gasolina e do diesel favorece o gás natural

Especialista da Gasmig diz que economia do GNV pode chegar a 70%

por Encontro Digital 24/07/2017 10:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Gasmig/Divulgação
Segundo o representante da Gasmig, com a alta do PIS/Cofins do álcool, da gasolina e do diesel, o gás natural veicular (GNV) passa a ser o combustível bem mais vantajoso (foto: Gasmig/Divulgação)
O reajuste nas alíquotas de PIS e Cofins sobre os combustíveis líquidos, anunciado pelo governo federal, passou a vigorar na sexta-feira, dia 21 de julho. Com isso, a alta dos preços foi repassada para as refinarias e importadoras e, no caso do etanol, para os produtores e distribuidores. Aos postos, coube a decisão de repassar o aumento na íntegra para as bombas.

O usuário de gás natural veicular (GNV) de Minas Gerais, no entanto, inicia esta semana já com a certeza de ter um combustível mais vantajoso economicamente. Segundo Welder Souza, coordenador de GNV da Gasmig, nas atuais condições, o gás natural torna-se ainda mais competitivo em relação à gasolina e ao etanol.

"A opção pelo gás natural continua sendo a alternativa mais econômica, em relação às outras opções energéticas para o setor de transportes. A economia para o usuário do GNV chegará a 70%", comenta o especialista.

Atualmente, segundo a Gasmig, existem cerca de 32 mil consumidores que utilizam o GNV no estado. O investimento para aquisição do serviço de conversão do automóvel, utilizando os kits mais modernos (com sistema de injeção eletrônica de GNV), fica entre R$ 3 mil  e R$ 4 mil, e pode ser recuperado entre 15 mil e 20 mil km rodados. "Para quem roda uma média de cinco mil km por mês, como taxistas, frotistas, motoristas de aplicativos e representantes comerciais, por exemplo, o investimento é pago de três a quatro meses", destaca Welder Souza.

Para fazer a conversão do motor para o gás natural veicular, basta entrar no site do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), preencher uma autorização, ir até a unidade mais próxima do departamento para pegar a assinatura da autoridade responsável e, em seguida, levar o veículo até uma das convertedoras homologadas pelo Inmetro. Depois, basta realizar uma inspeção veicular em um dos Organismos de Inspeção Acreditados também pelo Inmetro.

De acordo com Danilo Campos, diretor comercial da Gasmig, além da economia gerada para os usuários de GNV, é importante destacar as vantagens ambientais do combustível. Como ele mostra, há uma redução de 20% das emissões de CO² do GNV em relação à gasolina e ao diesel, sem contar que a economia gerada entra como um reforço no orçamento das famílias.

(com Agência Minas)

Últimas notícias

Comentários