Estudo relaciona déficit de atenção e demência em adultos

Pessoas entre 18 e 54 anos com TDAH teriam o triplo de chance de desenvolver a demência

por Vinícius Andrade 10/07/2017 09:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pexels
Apesar do estudo americano ser preliminar, ele associa o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) em adultos ao aparecimento de demência (foto: Pexels)
Adultos diagnosticados com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) têm três vezes mais chance de adquirir demência do que os demais. Pelo menos é o que diz um novo estudo realizado em Taiwan e publicado em junho no periódico científico Journal of Attention Disorders.

Os pesquisadores analisaram 675 adultos entre 18 e 54 anos que foram diagnosticados com TDAH no ano 2000 e outros 2 mil na mesma faixa etária que não possuíam transtornos de hiperatividade. Ao longo de 10 anos, os cientistas concluíram que os participantes do primeiro grupo tiveram 3,4 mais chances de desenvolverem demência do que os demais voluntários.

O estudo, no entanto, não mostrou as possíveis causas que explicariam essa relação. Os próprios pesquisadores relataram que o teste tem limitações. Ele não mostra, por exemplo, as informações sobre histórico familiar e níveis educacionais, fatores que poderiam dar mais embasamento ao resultado. Para fortalecer as conclusões desse estudo são necessárias outras pesquisas, conforme os próprios autores avaliam.

Números

De acordo com o estudo, entre 8% e 12% das crianças em todo o mundo possuem TDAH. Na maioria dos casos, os sintomas diminuem com o passar dos anos, mas não é uma regra para todos.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 47 milhões de pessoas em todo o mundo possuem alguma forma de demência.

(com portal LiveScience)

Últimas notícias

Comentários