Implantes dentais demandam manutenção periódica

Além da higiene e cuidados exigidos por um dente natural, o implante deve ser observado pelo dentista periodicamente

por Da redação com assessorias 24/07/2017 15:03

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
É cada vez mais comum encontrar pessoas que precisam realizar implantes dentários. Seja por motivos estéticos ou de saúde, é importante saber que os implantes não são eternos e precisam de manutenção regular para preservar a condição.

De acordo com o cirurgião-dentista Paulo Ueda,  professor da Faculdade de Odontologia da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas, "os implantes passaram por um grande avanço nos últimos 30 anos, mas, geralmente, os pacientes não estão atentos ao fato de que é preciso reavaliar periodicamente as condições do implante. Eles não são eternos e, mais do que isto, pode haver complicações em caso de negligência".

O especialista esclarece que um dos principais equívocos dos pacientes é julgar que, por ser artificial, os cuidados com o implante são diferentes dos exigidos por um dente natural. "Só escovar os dentes, pelo menos duas ou três vezes ao dia, não é suficiente. É fundamental ter gengivas saudáveis. Um cirurgião-dentista deverá observar, regularmente, se há inflamação no entorno ou, inclusive, alguma deterioração da peça que possa vir a causar prejuízos à saúde do paciente. Afinal, quando negligenciado, esse quadro pode evoluir para a perda óssea e, obviamente, do implante em questão", afirma Paulo Ueda.

O cirurgião-dentista revela ainda que um dos problemas que mais acometem pessoas com implantes dentários é a peri-implantite. Trata-se de uma doença infecciosa que afeta gengivas e ossos ao redor dos implantes. Além de desconforto e dor, a peri-implantite pode comprometer a sobrevida do dente artificial. "Fumantes, diabéticos, e pessoas com higiene bucal deficitária podem apresentar um quadro de peri-implantite. Em caso de perda do implante, muitas vezes, não é possível sua reposição devido à perda óssea. Ou seja, a pessoa tem de lidar com um prognóstico muito ruim. Daí a importância de orientar as pessoas sobre como cuidar bem do implante, incluindo uma manutenção periódica", explica o especialista.

Últimas notícias

Comentários