Publicidade

Estado de Minas POLíTICA

Na reunião do Brics, Temer afirma que Brasil está superando a crise econômica

O presidente pede que os países do Brics cooperem mais entre si


postado em 07/07/2017 12:30

Ao discursar na reunião do Brics, bloco formado pelo Brasil, a Rússia, India, China e África do Sul, nesta sexta, dia 7 de julho, o presidente Michel Temer destacou que com diálogo com a sociedade e o Congresso Nacional o país está superando a crise econômica.

"O Brasil está superando uma das crises mais graves de sua história, graças a uma ambiciosa agenda de reformas que traz de volta o crescimento e o emprego. Diante de nossos problemas, escolhemos o caminho mais responsável, que construímos em constante interlocução com o Congresso Nacional e com o conjunto da sociedade", afirma o peemedebista em Hamburgo, na Alemanha – onde ele participa da cúpula do G20, grupo que reúne os 20 paises mais ricos do mundo.

"O Brics é espaço capaz de traduzir nossos esforços individuais em ganhos conjuntos. É exemplo do quanto se pode alcançar com disposição pragmática na busca de resultados tangíveis em favor do desenvolvimento, em favor do bem-estar de nossos povos", acrescenta Temer.

O presidente ressalta também a importância da cooperação entre os países que integram o Brics, aliança à qual o Brasil atribui alta prioridade. "Vemos a cooperação intra-Brics como valioso instrumento para multiplicar oportunidades, não apenas na área financeira. Temos aqui também terreno fértil para cooperar nos campos do comércio, do investimento, da inovação, ciência e tecnologia", completa.

Antes da reunião, ao chegar ao hotel Grand Elysée Hamburg, Michel Temer falou rapidamente com os jornalistas e disse que não existe crise econômica no Brasil. "Pode levantar os dados e você verá que nós estamos crescendo empregos, crescendo indústria, crescendo agronegócio. Lá não existe crise econômica".

"Vou comparecer a essa reunião do Brics, que é a primeira que vamos fazer, onde vamos discutir, naturalmente, a questão intra-Brics para o desenvolvimento dessa aliança dos cinco países. E, de igual maneira, participar dessa grande reunião, que é o G20. Onde, certamente, alguns temas fundamentais para os países componentes do grupo serão debatidos, entre eles o meio ambiente", comenta o presidente.

(com Agência Brasil)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade