Animais também podem ser tratados com células-tronco

A terapia celular ajuda na recuperação do pet, mas é preciso que o especialista avalie caso a caso

por Da redação com assessorias 04/09/2017 16:04

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Tratamentos com células-tronco ajudam não só os seres humanos, mas também os animais. Segundo o médico veterinário Jorge Morais, diretor da Animal Place, a terapia celular já é largamente utilizada para a cura de enfermidades em cães e gatos e também em outras espécies, como equinos e coelhos, por exemplo. "As células-troncos dão origens a todas as outras e possuem um enorme poder anti-inflamatório", explica o especialista.

As células-mães, como também são chamadas, são retiradas do corpo do animal, levadas para um laboratório, separadas e transformadas em novas células para, então, serem implantadas novamente no local da enfermidade ou por via endovenosa. "Elas regeneram as células doentes. Os resultados são sentidos após três sessões, em média. A melhora é gradativa e contínua mesmo após o término do tratamento, já que continuam atuando nos tecidos após as aplicações", comenta o veterinário.

Mas, apesar da grande eficácia e do sucesso em muitos casos, Jorge Morais lembra que, infelizmente, as células-tronco não fazem milagre. "A terapia é um importante coadjuvante no tratamento de algumas enfermidades, mas, cada caso deve ser avaliado separadamente", afirma o especialista.

Últimas notícias

Comentários