'Arena do Galo': torcida é para que 2/3 dos conselheiros compareçam à votação

São necessários 267 votos favoráveis para dar prosseguimento ao projeto do estádio. Prefeito Alexandre Kalil confirmou presença na segunda, dia 18

por Rafael Campos 15/09/2017 16:52

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Farkasvölgyi Arquitetura/Divulgação
Caso a maioria dos conselheiros do Atlético-MG vote "sim" para a construção do estádio no bairro Califórnia, região noroeste de BH, a obra já possui R$ 410 milhões garantidos (foto: Farkasvölgyi Arquitetura/Divulgação)
Na próxima segunda-feira, dia 18 de setembro, todas as atenções estarão voltadas para a sede do Conselho Deliberativo do Atlético-MG, na sede do clube, no bairro de Lourdes, em Belo Horizonte. Os conselheiros irão votar se o projeto de construção do tão sonhado estádio sairá ou não do papel. Depois de a proposta ser amplamente divulgada e debatida na mídia, os entusiastas da "Arena do Galo" têm, agora, de torcer para que pelo menos dois terços do total de conselheiros compareçam à reunião e digam "sim".

O prefeito de BH e ex-presidente do Galo, Alexandre Kalil, depois de revelar que não iria à votação, voltou atrás e fez a revelação em seu perfil oficial no Twitter: "Estarei, no dia 18, votando a favor do estádio". E, de fato, é importante o comparecimento dos conselheiros. De acordo com o estatuto do clube, não basta ter a maioria no dia da votação. Ou seja, é preciso alcançar pelo menos 267 votos favoráveis do total de 400 conselheiros.

Presença garantida

Alguns ilustres representantes do Galo já confirmaram presença no dia da esperada votação. É o caso do jornalista Chico Pinheiro, que trabalha no Rio de Janeiro, e que também usou a rede social de 140 caracteres para declarar o voto: "Segunda-feira deixo o RJ e faço um bate e volta. Só para deixar registrado meu voto. Vamos construir o terreiro do Galoooo!!!!".

O ex-governador de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, que está em Brasília, também já informou que virá a BH. O médico mastologista Henrique Moraes Salvador Silva, diretor da rede Mater Dei, também confirmou presença: "A 'Arena do Galo' vai colocar o clube em outro padrão no futebol mundial", comenta.

Para erguer o estádio, o clube já está com a "faca e o queijo" nas mãos. Já que possui o terreno no bairro Califórnia, região noroeste de BH, além das garantias do banco BMG para compra de 60% das cadeiras cativas, e da construtora MRV, que exploraria o nome da nova arena, os chamados "naming rights". Somados à venda de 50,1% do Diamond Mall à Multiplan, que administra o shopping, o Galo teria, garantidos, R$ 410 milhões.

Últimas notícias

Comentários