Minas Gerais ganha o maior número de medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática

Nosso estado terminou a competição com 1.448 medalhas, bem à frente de São Paulo

por Encontro Digital 27/11/2017 11:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Mais uma vez, os estudantes mineiros fizeram bonito e colocaram o estado no lugar mais alto do pódio da 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Púbicas (Obmep), em 2017. Minas Gerais terminou o evento como o estado com o maior número de medalhas entre as escolas públicas.

Esta é a 11ª vez consecutiva que Minas Gerais fica em primeiro lugar em número de alunos medalhistas. Ao todo, foram 1.448 medalhas, sendo 119 de ouro, 381 de prata e 948 de bronze. O segundo estado com maior número de premiações é São Paulo, com 94 de ouro, 274 de prata, 914 de bronze.

No nível 1, para alunos do 6º e 7º anos do ensino fundamental, o melhor colocado em todo país é da rede estadual de ensino de Minas Gerais. Mateus Mundstock Mendes de Carvalho é aluno do 7º ano da escola estadual Dr. Adiron Gonçalves Boa Ventura, da cidade de Rio Paranaíba, na região do Triângulo Mineiro.

O estudante conquistou este ano sua segunda medalha de ouro e,s egundo ele, a façanha se deve à sua facilidade em resolver questões que envolvem raciocínio lógico. "Eu sou bom em raciocínio lógico, o que me ajudou bastante nas provas. Para a Obmep, costumo estudar pouco, porque na minha opinião não é uma prova que precisa ficar horas estudando. As questões são mais de interpretação", comenta Mateus Carvalho em entrevista para a Agência Minas.

Quando faturou sua primeira medalha, em 2016, Mateus recebeu a premiação em uma cerimônia realizada no Rio de Janeiro, o que fez com que o estudante percebesse a abrangência da competição. Na quarta, dia 22 de novembro, quando saiu a lista dos premiados, ver seu nome como o primeiro da lista dos medalhistas de ouro o deixou sem palavras. "Eu achei incrível. Depois que fiz a viagem para o Rio de Janeiro e vi aquele mundo de gente percebi ainda mais a grandiosidade da Obmep. Não consigo nem descrever o quanto estou feliz agora", afirma o jovem mineiro.

Este ano, a Obmep distribuiu 500 medalhas de ouro, 1,5 mil de prata e 4.506 de bronze – em decorrência de empates – e 38,6 mil menções honrosas. Os alunos de escolas particulares receberão 76 medalhas de ouro, 227 de prata, 682 de bronze e 5,7 mil menções honrosas.

A 13ª edição da Obmep contou com a participação de 53.231 escolas de todo o país, de 99,6% dos municípios brasileiros. Dos 18,2 milhões de estudantes inscritos, 941 mil foram classificados para a segunda fase da competição – 903 mil de escolas públicas e 38 mil de particulares.

Menções honrosas

Os estudantes de escolas públicas mineiras também se destacaram no número de menções honrosas. Ao todo, foram conquistadas 7.999 menções honrosas.

Professores e escolas

Na Obmep, professores e escolas também concorrem a prêmios, de acordo com o desempenho dos alunos. Em Minas Gerais, foram premiados 19 professores de escolas públicas. Destes, 16 são de escolas da rede estadual de ensino, dois de escolas municipais e um de escola da rede federal.

Já em relação às escolas, Minas Gerais conta com 28 escolas premiadas: 19 estaduais e nove municipais.

(com Agência Minas)

Últimas notícias

Comentários