Será que Nostradamus previu guerras e catástrofes naturais em 2018?

Um site libanês trouxe à tona supostas previsões do célebre adivinho francês do século XVI

por João Paulo Martins 28/11/2017 09:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pexels e Wikimedia/Reprodução
Você acredita que o adivinho francês Nostradamus, que viveu no século XVI, teria previsto guerras e catástrofes para o ano que vem? (foto: Pexels e Wikimedia/Reprodução)
Conforme nos aproximamos do ano de 2018, surgem na internet diversas publicações que trazem à tona as previsões do médico e apotecário francês Michel de Nostredame, mais conhecido como Nostradamus, que viveu no século XVI e, supostamente, teria a capacidade de vislumbrar os acontecimentos futuros. O vidente teria deixado em sua obra As Profecias, versos em formato de centúrias com fatos que ainda viriam a ocorrer, mesmo séculos depois. Por exemplo, ele teria previsto a Primeira Guerra Mundial e a queda do comunismo na então União Soviética (atual Rússia).

Segundo uma notícia publicada no site Lebanon 24, pela jornalista Sarah Abdullah, muitos acreditam que vivenciaremos diversas catástrofes em 2018, em decorrência de supostas previões de Nostradamus. "Teremos desastres naturais e muitas nações de todo o mundo testemunharão mudanças", diz o francês. Ele também teria previsto a eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos e sua política de restrição aos imigrantes.

Conforme Sarah Abdullah, um dos textos de Nostradamus diz que a eleição de Trump poderia levar à destruição de Israel. O apotecário teria dito que a "grande república da cidade" seria invadida pelo presidente americano por meio de operações militares – tal qual vem ocorrendo na Síria.

O francês também teria previsto uma Terceira Guerra Mundial, que resultaria em grande número de mortes, crimes e danos. Em suas centúrias constaria até o ano em que o novo conflito se encerraria: 2025, quando o mundo se iluminaria de novo e contemplaria a paz e a serenidade. "A paz nasce das cinzas da destruição, mas poucos apreciarão", afirma Nostradamus.

Além da guerra, o adivinho também teria previsto inundações e terremotos incomuns, ressaltando que os abalos sísmicos atingiriam várias regiões do mundo, incluindo a China. "Haverá desastres climáticos, tempestades e ciclones na China, Japão e Austrália e, na Rússia, teremos terremotos", escreve o médico e apotecário.

"O Sol está queimando, o céu está aberto e os campos estão queimando do calor", teria anunciado Nostradamus. De acordo com a jornalista libanesa Sarah Abdullah, essa previsão estaria ligada à destruição das florestas tropicais e à expansão do buraco na camada de ozônio, com o consequente aumento do aquecimento global.

Últimas notícias

Comentários