Sabia que várias partes do corpo dependem do bom funcionamento do intestino?

Um médico americano afirma que até problemas de pele podem ter origem em disfunções intestinais

por Vinícius Andrade 06/12/2017 10:32

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Quando falamos em intestino, logo o associamos ao sistema digestivo, sendo, basicamente, o responsável por absorver nutrientes e eliminar partículas que não são utilizadas pelo organismo. Realmente, essa é uma função mais importante desse órgão, mas, ele também pode influenciar outras partes do corpo humano, como cérebro, pele e o fígado.

Em entrevista para o portal americano de notícias HuffPost, o médico Vincent M. Pedre, autor do livro Happy Gut (Intestino Feliz, em tradução livre), listou algumas funções nas quais o intestino pode estar relacionado direta ou indiretamente.

Pele

Geralmente, as pessoas que enfrentam problemas de pele não associam a condição ao intestino, mas, segundo Vincent Pedre, pode haver uma relação entre os dois órgãos. Ele afirma que erupções cutâneas, como eczema e urticária, são reações imunológicas desencadeadas por desequilíbrios na saúde intestinal. "Muitas vezes, as reações alimentares são a fonte desses gatilhos. Quando você remove da dieta alimentos desencadeadores e trata o revestimento intestinal, as erupções cutâneas desaparecem", afirma o especialista ao HuffPost.

Cérebro

A relação entre eles é tão próxima que o intestino é considerado, pela Medicina, como um segundo cérebro, como se fosse um outro sistema nervoso do corpo, já que contém mais de 100 milhões de nervos. Cerca de 80% da serotonina, hormônio que regula a sensação de bem-estar do organismo, tem origem nesse órgão. Por conta disso, o bem-estar e a própria qualidade de vida pode estar diretamente relacionada ao bom funcionamento do intestino.

Sistema imunológico

Conforme o médico, cerca de 70% do sistema imunológico está ligado ao intestino. Por isso, problemas digestivos podem levar a condições prejudiciais como alergias, asma, enxaquecas, doenças auto-imunes, entre outras.

Saúde renal

Vincent M. Pedre diz ainda que os rins desempenham um papel secundário na excreção de toxinas solúveis em água, já que elas podem ser absorvidas pelo intestino ou como resultado do metabolismo da microbiota intestinal. Se o revestimento do intestino for danificado, que, às vezes, pode ser causado por antibióticos, os rins também sofreriam as consequências.

"A disbiose [desequilíbrio] intestinal leva a um aumento na quantidade de toxinas absorvidas pelo intestino e, como consequência, gera inflamação sistêmica, que pode afetar a saúde dos rins e levar à doença renal crônica", explica o autor de Happy Gut.

Fígado

Assim como os rins, o fígado é responsável pela desintoxicação do nosso organismo. Tudo o que passa pelo intestino, acabará sendo processado no fígado para, então, ser excretado.

(com portal HuffPost)

Últimas notícias

Comentários