Bolsonaro teria uma funcionária fantasma, segundo o jornal Folha de S. Paulo

O deputado federal gasta verba de gabinete com uma vendedora de açaí em Angra dos Reis (RJ)

por Encontro Digital 12/01/2018 12:07

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/Divulgação
Apesar da denúncia feita pelo jornal Folha de S. Paulo, o deputado federal Jair Bolsonaro nega a existência de uma funcionária fantasma em seu gabinete na Câmara dos Deputados (foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/Divulgação)
Segundo matéria publicada no jornal Folha de S. Paulo na quinta, dia 11 de janeiro, o polêmico deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) estaria usando a verba de gabinete da Câmara dos Deputados para empregar uma funcionária fantasma, que mora num distrito da cidade de Angra dos Reis, no litoral sul do Rio de Janeiro. Ainda conforme a publicação, Walderice Santos da Conceição, de 49 anos, é funcionária de Bolsonaro desde 2003 e recebe um salário mensal de R$ 1.351,46 – ao todo, o parlamentar possui 14 pessoas registradas em seu gabinete.

Curiosamente, a servidora federal possui um comércio de venda de açaí na rua em que o deputado possui uma casa de veraneio – adquirida nos anos 1990 e que fica na Vila Histórica de Mambucaba. A Folha também conversou com moradores da região, que disseram que Walderice é conhecida pelo seu comércio local, o "Wal Açaí", e que o marido dela, coincidentemente, é caseiro de Jair Bolsonaro.

Questionado pelo jornal sobre o trabalho desenvolvido pela servidora, o deputado federal carioca disse apenas que ela se reporta a ele ou ao chefe de gabinete sobre qualquer problema que ocorre na região. "Não tem uma vida constante nisso. É o tempo todo na rua? Não. Ela lê jornais, acompanha o que acontece", diz Bolsonaro à Folha de S. Paulo.

Ao longo de sua trajetória como funcionária da Câmara, Walderice mudou de função mais de 30 vezes e chegou a ter cargo de chefia entre 2011 e 2012.

A reportagem pediu ao deputado, que é pré-candidato à presidência do Brasil nas Eleições de 2018, para dar exemplo de algum serviço parlamentar prestado pela suposta funcionária fantasma. "Peraí, ela fala com o chefe de gabinete. Como é que eu vou saber? Se eu mantiver um contato diário com meus 15 funcionários, eu não trabalho", argumenta Jair Bolsonaro.

O presidenciável negou também que o marido de Walderice Santos da Conceição seja caseiro de seu imóvel, mas admitiu que o homem auxilia em tarefas domésticas na casa de veraneio.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários