Comer a cada três horas ajuda na perda de peso?

Especialista fala sobre a famosa dieta fracionada, bem como seus prós e contras

por Da redação com assessorias 30/01/2018 12:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Segundo a nutricionista, é preciso que o profissional avalie corretamente o paciente para saber se a dieta fracionada, na qual se come a cada três horas, realmente vai funcionar (foto: Pixabay)
Para alcançar o peso ideal, muitas pessoas acabam aderindo a algum tipo de dieta – e existem inúmeras por aí. Buscar uma alimentação equilibrada e que se adapte à necessidade de cada um parece até um desafio, mas, nada não é. Com a ajuda de um bom profissional o objetivo pode ser alcançado. Segundo a nutricionista Karine Andrade, do Sander Medical Center, de Belo Horizonte, uma das opções de dietas muito utilizadas atualmente é a alimentação fracionada, no qual a pessoa se alimenta de três em três horas, com até cinco refeições por dia.

Para ajudar no tratamento do sobrepeso e da obesidade, a especialista garante que a alimentação fracionada é uma ótima aliada. Contudo, é necessário que haja disciplina e o consumo de produtos adequados, para conquistar o resultado esperado. "No caso do paciente que passou ou vai realizar um procedimento de colocação de balão intragástrico ou redução do estômago, por exemplo, ocorre uma redução do volume gástrico e, consequentemente, a quantidade de alimentos ingeridos deve ser menor. Assim, as refeições devem ser fracionadas e conter um pequeno volume. Além disso, este tipo de alimentação, nestes pacientes, evita sintomas como empachamento [sensação de enchimento] gástrico, azia, refluxo, má digestão entre outras complicações", esclarece a nutricionista.

Mas, como fracionar a dieta não é garantia de emagrecimento, cada caso deve ser levado em conta pelo profissional de Nutrição. "Outras questões estão envolvidas para a perda de peso, como distribuição dos macros e micronutrientes, ingestão calórica, termogênicos, entre outros", ressalta Karine Andrade.

A especialista selecionou alguns prós e contras da dieta fracionada:

Prós:

  • Para aqueles com compulsão alimentar pode ser uma estratégia de emagrecimento, uma vez que o consumo de pequenos lanches antes das refeições pode controlar a fome

  • Facilita a inclusão de frutas na rotina. Elas podem fazer parte dos pequenos lanches. São ricas em vitaminas, minerais e fibras, componentes cruciais para um bom funcionamento do metabolismo

  • Ainda é a melhor estratégia comprovada para o controle de algumas patologias como diabetes e gastrite

Contras:

  • O paciente pode acabar perdendo a noção de quando realmente está com fome, porque, antes que ela apareça, já está se alimentando

  • Obrigar a comer a cada três horas pode até aumentar a ingestão calórica. Algumas pessoas incluem lanches e não reduzem a quantidade ingerida nas refeições principais, isso vai gerar um aumento do consumo energético e consequentemente ganho de peso

  • Não é garantia de emagrecimento. Todas as estratégias para a perda de peso devem ser individualizadas e aplicadas de acordo com o perfil de cada paciente

Últimas notícias

Comentários