Jornal espanhol afirma que Cristiano Ronaldo pode ir para o PSG

O craque português ajudaria a compor o "ataque dos sonhos", com Neymar e Mbappé

por Marcelo Fraga 05/01/2018 14:33

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/cristiano/Reprodução e Instagram/neymarjr/Reprodução e Instagram/k.mbappe29/Reprodução
O craque português Cristiano Ronaldo (esq.) poderá compor o "ataque dos sonhos" no Paris Saint-Germain, ao lado do brasileiro Neymar e do francês Mbappé, segundo informação de um jornal espanhol (foto: Instagram/cristiano/Reprodução e Instagram/neymarjr/Reprodução e Instagram/k.mbappe29/Reprodução )
Melhor jogador do mundo pelo segundo ano consecutivo e pela quinta vez na história, o craque português Cristiano Ronaldo – o CR7 –, de 32 anos, está cada vez mais valorizado no mercado. Prova disso é que o Real Madrid, clube atual do jogador, pode estar correndo o risco de perdê-lo para o Paris Saint-Germain (PSG), da França.

Além de ter contratado o atacante brasileiro Neymar, recentemente, por 222 milhões de euros (cerca de R$ 864 milhões) – valor recorde, até então, no futebol mundial –, o clube francês está disposto a investir ainda mais para tirar Cristiano Ronaldo do time espanhol. Segundo o jornal El Confidencial, da Espanha, o PSG pretende pagar 300 milhões de euros (aproximadamente R$ 1 bilhão) para contratar o jogador português.

A ideia do Paris Saint-Germain é formar o trio de ataque mais poderoso do mundo, com o craque português atuando ao lado de Neymar e do francês Mbappé, de 19 anos. Já que, ainda de acordo com o El Confidencial, o PSG estaria disposto, até mesmo, a ceder o uruguaio Cavani para o Real Madrid.

Conforme o jornal espanhol, Cristiano Ronaldo estaria disposto a deixar o Real Madrid caso seu contrato não seja renovado. O interesse de CR7 é se tornar o jogador mais bem pago do mundo, posto que, atualmente, pertence ao argentino Tévez, que joga no Shanghai Shenhua, da China, e que recebe o equivalente a R$ 139 milhões por temporada.

No entanto, o time francês, comandado pelo bilionário árabe Nasser Al-Ghanim Khelaïfi, precisaria vender jogadores importantes como Pastore, Di María, Lucas Moura, Draxler ou Verratti para contratar o atacante português, respeitando o chamado "fair play financeiro" – conjunto de regras da Federação Internacional de Futebol (Fifa) que não permite que os grandes clubes europeus gastem mais do que arrecadam.

Últimas notícias

Comentários